terça-feira, 28 de agosto de 2007

DEUS DE VITÓRIA




Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Efésios 6:12.

Todo cristão foi advertido pelo apóstolo Pedro que: Devemos ser sóbrios e vigilantes, porque o diabo, nosso adversário, anda em derredor de nós como um leão que ruge procurando alguém para devorar. S. Pedro 5:8.
Não há momento mais propício para as suas investidas do que quando estamos em adversidade. Aquela angústia da incerteza, as ondas agitadas subindo cada vez mais altas, o céu cada vez mais escuro, ao nosso redor nenhuma tábua de salvação a qual possamos nos agarrar. Olhamos para o alto e não encontramos Deus. Ele parece que desistiu de nós.
O que não podemos esquecer é que foi nesse exato momento, quando o inferno zombava do nosso Mestre, quando Ele em agonia gemia: “Pai se for possível passa de mim este cálice!”, na hora final das suas forças, no momento que Ele já não podia mais suportar, que chegou então à intervenção divina. E como Deus não falha jamais: “Então lhe apareceu um anjo do céu que O confortava”. Lucas 22:43.
O cálice pode ser inevitável, o grão tem que morrer para dar fruto. Mas Deus não permitirá que exatamente nos minutos que antecedem a nossa crucificação fiquemos totalmente abandonados. Ele sabe até a onde podemos resistir.
Se estamos morrendo é para que Cristo viva intensamente em nós, seja qual for nossa morte. Não esqueçamos: Deus é Deus de vida abundante.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!
Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML