domingo, 26 de agosto de 2007

GUARDEMOS NOSSO CORAÇÃO





...Serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam. Isaias 58:11b.

“Quando tudo está em ordem na ponte do comando, o submarino está seguro, sejam quais forem as circunstâncias externas. (Gordon Macdonald).

Salomão, o sábio, nos ensina: “Sobre tudo que se deve guardar, guarda teu coração, porque dele procedem as fontes da vida”. Provérbios 4:23.

Parafraseando um escritor, diríamos:
Salomão vê o coração como uma nascente, e dá a entender que dessa nascente brotam as energias, o discernimento e as forças que não sucumbem às turbulências externas; pelo contrário elas a derrotam. Partindo desse princípio, entendemos que ao guardar o nosso coração, teremos em nós uma fonte de vida, da qual não só nós, como outros poderão beber.
O que não é uma tarefa fácil é guardar o nosso coração. Somos tão vulneráveis a atitudes, palavras e, às vezes, até mesmo a pensamentos que contra a nossa vontade teimam em aninhar-se na nossa cabeça, adoecendo e às vezes até embrutecendo nossos corações. Mas não nos sintamos os últimos dos cristãos, os mais pecadores; passeando pela palavra, encontramos um Davi clamando: “Que o meditar do meu coração seja agradável a ti Senhor”. Nas bem-aventuranças, encontramos Jesus ensinando aos seus discípulos que são os limpos de coração que verão a Deus. Em outra feita Jesus falou para os discípulos: Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; João 15:3.
Portanto, é a palavra que nos mantém em sintonia com O Espírito Santo. Seja qual for a nossa ocupação, nosso espírito permanecerá ligado ao Santo Espírito de Deus, que estará sempre nos conduzindo pelas veredas da justiça, do amor, da santidade. Não será pelo nosso esforço, mas pelo Espírito, diz O Senhor.
Se você tem lutas nessa área, dificuldade para manter a mente limpa, não se desespere. Calmo, tranqüilo, encha seu coração da palavra, deixando que ela se aprofunde no ser, rumini-a. Isso mesmo, como o boi, engula e traga de volta para a boca e volte a mastigar. Ela é doce como o mel e alegra o coração. Que o nosso coração se torne um verdadeiro cofre para depósito do precioso tesouro que é a Palavra. Só assim, fluirá como um rio de águas vivas. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML