segunda-feira, 27 de agosto de 2007

O CINTO







Mas será que Deus se preocupa em me dar um cinto só porque eu o achei bonito? Tudo o que nós gostamos, nos traz alegria e nos faz bem, sendo da vontade do Pai, Ele tem prazer em nos proporcionar. Assim nós cremos absolutamente.
Como missionária, eu não tinha nenhuma fonte certa de renda, vivia exclusivamente na dependência dos cuidados de Deus.

“E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo; eles não trabalham nem fiam. Eu, contudo vos afirmo que nem Salomão, em toda sua glória, se vestiu como qualquer deles”. Mateus 6:28,29.
Passei em uma boutique para visitar uma ovelhinha. Enquanto conversávamos, observei que havia ali um belíssimo cinto. Interessada, perguntei o preço. Ufa! Nem imaginar. Era para mim um preço exorbitante. Sai dali com o cinto na cabeça. Como desejei adquiri-lo!
Fui para outro local encontrar-me com uma amiga. Chegando lá, imediatamente ela me pôs na mão um dinheiro e disse: É para você. Mesmo sem saber quanto ela havia me dado, eu ouvi aquela voz suave, carinhosa dizendo-me: Vai buscar o cinto. Saímos dali. Não cabia em nós tanto contentamento. Tomamos um coletivo em direção à boutique e, feliz da vida, compramos o tão cobiçado cinto. Até hoje, com muito carinho guardamos aquele cinto, como uma lembrança do amor de Deus por nós.
Quantas outras experiências tivemos e continuamos tendo com Jeová Jiré (O Senhor provê). Ele é do tamanho que você ver.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML