domingo, 26 de agosto de 2007

RENASCENDO



Como é difícil renunciar os anseios mais profundos do nosso ser, nosso ser se rebela, tem desejos de criar asas e voar e voar absorvendo toda liberdade que parece ser uma sede insaciável, mas algo lhe diz que você tem que matar toda esta sede de viver como qualquer outro ser humano dono do seu destino.

No entanto, percebemos que em meio a esta luta gigantesca há algo em nós que vai absorvendo a verdadeira liberdade e voando para o Eterno, para o incomparável, se desprendendo cada vez mais do ego e descobrindo a verdadeira essência da vida em cada dor, em cada gota do cálice. Cada dia sentimo-nos morrer, cada dia estamos mais distantes do nosso EU. No entanto, de repente ele surge e quer rebelar-se na luta pelo que lhe agrada. Exaustos, quase sucumbimos. Contamos ainda com a desvantagem de que as pessoas não podem entender nosso momento, nosso morrer. Elas nos querem vivas, ativas, não podem entender que estamos mais absorvidos, envolvidos, conquistados por Deus, Nosso Bem Maior, por ESTE SER invisível, que só pode ser visto com os olhos do espírito. Quero morrer. Não quero ficar só. “Se o grão de trigo caindo na terra não morrer, fica ele só, mas, se morrer, dá muito fruto. Guiomar Barba



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML