quarta-feira, 3 de outubro de 2007

VIVAMOS A PALAVRA

Muitos, naquele dia, hão de dizer-Me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em Teu nome, e em Teu nome não expelimos demônios, e em Teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade. Mateus 7:22,23. Quantos de nós negamos com nossos atos a palavra que pregamos? Muitos cristãos esquecem-se de vivenciar e ficam tentando impressionar só com o discurso. Para Jesus jamais poderemos apenas discursar. Quantos mentem com tanta facilidade, quando a palavra nos ensina: Não mintais uns aos outros, uma vez que vos já despistes do velho homem com os seus feitos. Colossenses 3:9. Quando o diabo profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira. João 8:4. Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno. Mateus 5:37. Teríamos mais referências sobre o assunto, no entanto, os versículos citados são suficientes para conscientizar-nos que não há lugar nem mesmo para as meias verdades, que são tão comuns no nosso meio. Somos chamados para ser luz nas trevas e sal em um mundo que apodrece dia a dia. Não nos enganemos se somos usados por Deus para ministrarmos alguma cura, milagre ou expulsar demônio, não podemos esquecer que os dons não serão julgados, e sim nós que os recebemos graciosamente. Nem sempre as pessoas usadas para alguma ministração estão com a vida diante de Deus como Ele deseja, não podemos olvidar que Deus utilizou uma jumenta para falar com Balaão, e enviou um corvo para levar comida para Elias, tanto homens como animais, todos são criação Sua; portanto, estão todos ao Seu dispor. Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus. Mateus 7:21. Qual a vontade do Pai? Que vivamos intensamente toda a verdade, e para vivenciarmos a verdade temos que está arraigados no mais excelente mandamento: O amor. O amor é vida; muito mais que palavras e atos. Ainda que eu fale a língua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso me aproveitará. 1ª coríntios 13:1 a 3. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML