sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

José e Maria

Na cultura judáica, uma mulher flagrada em adultério devia ser apedrejada. Oficialmente, José e Maria já eram casados embora não houvessem ainda coabitado, porém, como estaria grávida? Era a questão que pertubava o coração do justo José. Teria lhe traído aquela virgem a quem ele amava, respeitara e confiara absolutamente? Claro, não havia para ele uma outra resposta, ali estava seu ventre intumescido, sua gravidez era óbvia. Teria Maria contado a visão que tivera, como lhe foi comunicado por um anjo o nascimento virginal de Jesus, e ele não lhe crera ou deixaria ela de contar-lhe por entender que ele não acreditaria? Finalmente nunca houve nada igual em toda terra, mas a história não nos conta detalhes. "Mas José seu esposo, sendo justo, e não querendo infamá-la resolveu deixá-la secretamente."Mateus: 1. 19 Preferiu ir-se desonrado, traído, apenas no seu coração e deixar que os demais tivessem a ele como um mal caráter que após engravidar uma virgem tão virtuosa, a abandonou à mercê do apedrejamento. Que homem de caráter nobre, justo e temente a Deus, foi escolhido para ser o pai adotivo do nosso salvador. Que serva de Deus extraordinária que não priorisou sua reputação nem mesmo diante do homem à quem amava, não temeu o apedrejamnto mas ofereceu a sua vida como oferta de amor e sacrifício: "Eis aqui a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a Tua palavra." Lucas 1:38 A disponibilidade absoluta e sacrificial deste casal trouxe ao mundo o menino de Belém. E Ele por sua vez se ofereceu como sacrifício pagando o preço dos nossos pecados, e agora nos cabe continuar a obra deste nazareno até que ele volte, e nos leve para morar eternamente ao seu lado. " Quão formosos são sobre os montes os pés dos que anunciam as boas novas, que faz ouvir a paz e anuncia boas coisas e que faz ouvir a salvação, que diz à Sião: O teu Deus reina." Isaías 52:7 Natal é o nascimento de Jesus dentro de nós. Guiomar Barba



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

3 comentários:

Paulo Sempre disse...

Muito interessante!!!

JÂNIO ALVES CRUZ disse...

Olá Guiomar.
Aqui é o Jânio, de Fortaleza, lembra?
O Carluca sempre fala de vc!
Tenho uma novidade... Afinal aceitei Jesus como meu príncipe e Salvador.
Veja, estive nos EUA e um amigo me levou a uma Igreja Batista. Me lembrei de vcs quando estive com o Carlos aí na Encruzilhada. Mas foi uma música que me tocou (acho que foi o Espírito Santo). A música de Michael W. Smith, "Agnus Dei", me arrancou lágrimas, mexeu com meu coração e me fez estremecer. Me lembrei de Carluca e da igreja aí no Recife.
Voltei ao Brasil disposto a frequentar uma Igreja Batista.
E encontrei, aqui em Fortaleza, a Primeira Igreja Batista de Fortaleza, perto da minha casa. Coincidência... no primeiro dia em que eu fui, o coral da igreja abriu o culto com a versão em português de "Agnus Dei". Chorei. Senti Jesus mde chamando. E estou nesta Igreja até hoje. O nosso pastor é Marcos Monteiro. Os pastores adjuntos são o pr. Nazareno e o pr. Carlos Eduardo.
Estou louco que o Carluca venha nos visitar. Mandei pra ele umas fotos da nossa igreja. Cobre dele pra ver ver as fotos deste novo irmão.
Deus tem feito maravilhas.
Grande abraço e que Deus nos encha de bênçãos
Jânio

Seminário disse...

Rico, inspirador e abençoado conteúdo deste post!!!
Abraço e continue sempre na abundante Graça!!!
Seminario Internacional Teologico de São Paulo

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML