sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

COMER A CARNE E BEBER O SANGUE DE JESUS?




Duro é este discurso; quem o pode ouvir? João 6:60.

Jesus estava afirmando que ninguém poderia vir ao Pai a não ser por Ele, e que para isto era necessário comer da Sua carne e beber do Seu sangue, ou seja, Ele estava se referindo à Santa Ceia que iria memorar sua morte e que nós deveríamos, todas as vezes que no reuníssemos, tomá-la em lembrança do Seu sacrifício expiatório.
Mas para participar desse ato tão espiritual é necessário realmente estarmos em comunhão com Ele e limpos dos nossos pecados através do próprio sangue de Jesus Cristo.

Enquanto comiam, tomou Jesus um pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei; isto é o meu corpo.
A seguir, tomou um cálice e, tendo dado graças, o deu aos discípulos, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança, derramado em favor de muitos, para remissão de pecados. Mateus 26:26-28.

Por que então acharam duro o discurso de Jesus? Porque a palavra de Jesus trazia uma implicação muito séria, comer Sua carne e beber Seu sangue significa que Ele permanecerá em nós e nós nEle, do contrário, não teremos vida em nós mesmos.
Por conseguinte, iremos andar como Ele andou, o que nos leva a uma responsabilidade ingente, muito além das forças e capacidade humana. No entanto, percebamos o detalhe: Eu permaneço naquele que comer a minha carne e beber o meu sangue. João 6:56. Sendo assim podemos todas as coisas, porque Ele nos fortalece, lembrando que somos homens e não deuses, e Ele conhece as nossas limitações e não pede de nós além das nossas possibilidades.
Portanto, a Santa Ceia não deve ser negligenciada, ela nos lembra onde estávamos antes de sermos alcançados por Jesus, e do amor dEle, entregando-se à morte tão cruel pelo nosso resgate. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML