sábado, 9 de fevereiro de 2008

VESTIR É MELHOR QUE DESNUDAR




Não julgueis, para que não sejais julgados.
Pois, com o critério com que julgardes, sereis julgados; e, com a medida com que tiverdes medido, vos medirão também. Mateus 7:1.

Eu estava pensando e me examinado ao mesmo tempo quanto à questão de comentar algo sobre alguém baseado naquilo que ouvimos ou vimos. Lembrei-me da referência sobre que atitude teria Jesus a este respeito. Vejamos:

Deleitar-se-á no temor do Senhor; não julgará segundo a vista dos Seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos Seus ouvidos. Isaias 11:3.

Meu Deus, como é fácil cair no pecado de difamar, desnudar nosso semelhante baseado apenas no que se ouve falar ou em deduções próprias, captadas de um simples comportamento de alguém que não nos pareceu adequado.

É importante meditarmos no procedimento de Jesus: Deleitar-se-á no Temor do Senhor. Esta afirmação deixa claro que é exatamente o temor do Senhor que poderá nos fazer guardar os nossos lábios de pecar contra o nosso semelhante tão danosamente.
Observamos que José, ao perceber que Maria estava grávida e que não era dele o filho, decidiu deixa-la secretamente. Preferiu sair como o vilão a difamá-la. E por quê? Simplesmente porque ele era justo.
E se ela houvesse enganado ele? Mas ele não conhecia as causas que a teriam levado a uma escorregadela, mesmo de ordem moral. Ele não se sentiu apto para julgá-la e a amava tanto que preferiu sair como o “canalha”.

O temor do Senhor preserva os nossos lábios da injustiça. O Temor do Senhor nos enche de amor pelo próximo, seja ele quem for.

Outro belo exemplo temos na história da mulher pecadora. Quando aqueles homens hipócritas, que sabe Deus quantas vezes haviam se deitado com uma adúltera, tentaram a Jesus contra aquela pobre criatura para apedrejá-la, Ele simplesmente respondeu: Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra. João 8:7.


Há muitos anos atrás, estava no nosso trabalho, atendendo pessoas, quando nos chegou uma senhora chorando copiosamente porque o seu marido estava com uma outra mulher.
Ouvi toda sua história e em seguida abracei-a, e como mulher me deixei levar pela empatia. Foi quando ouvi a doce voz do Espírito Santo que me dizia: Pergunta a ela se ela entrou na vida deste homem quando ele era solteiro ou destruiu a família dele para ficar com ele. Assustada, imediatamente lhe fiz a pergunta como ouvira. Sem pestanejar ela respondeu: Eu destruí sua família.

Naquela altura, eu já havia me empenhado com aquela senhora, já via seu marido como um mau caráter e a nova esposa como uma impiedosa adúltera.
Voltemos à palavra: Com a mesma medida que tiveres medido vos medirão também.
Havia pecados, e os três estavam profundamente envolvidos neles. Mas com certeza Jesus estava amando os três e desejando mudar toda aquela situação e levar perdão, paz para aquelas famílias desajustadas.

Para mim foi um grande aprendizado. Jamais fiz aconselhamento sem orar e clamar pela presença do Espírito Santo de Deus, que sonda e conhece profundamente cada coração, para não me deixar dominar pela vista dos meus olhos e ouvir dos meus ouvidos.
Vestir é melhor que desnudar. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML