segunda-feira, 3 de março de 2008

SALVAÇÃO NÃO É HEREDITÁRIA


Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua casa. Atos 16:31

Sabemos, segundo a palavra, que Jesus veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19:10), e que Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna (João 3:16).

Não só essas referências como muitas outras deixam claro que a salvação é uma escolha pessoal, depende única e exclusivamente de cada um de nós. O máximo que alguém pode fazer para ajudar outra pessoa nesta questão é discipular e orar por ela, mas a decisão continua a cargo de cada um.
Na história do jovem rico, vemos bem claro que Jesus indicou a ele o caminho para a salvação, mas ele determinou o seu próprio destino, embora Jesus, tendo-o amado muito, respeitou sua escolha.

Infelizmente, muitas pessoas, embasadas na profecia de Paulo PARA O CARCEREIRO, prometem como se detivessem o poder de salvar: Creia e você e sua casa serão salvos. É necessário não ater-nos a um versículo isolado ou mesmo um texto, para não assegurarmos aquilo que Deus não prometeu.

Vejamos o que diz o apóstolo Paulo: Aos mais digo eu, não O Senhor; se algum irmão tem mulher incrédula, e esta consente em morar com ele, não abandone; e a mulher que tem marido incrédulo, e este consente em viver com ela, não deixe o marido.
Porque um é santificado no convívio com o outro, do contrário, seus filhos seriam impuros, porém agora são santos.
Observemos que a palavra santo significa separados para Deus, não necessariamente salvos.
Um templo, instrumentos, utensílios diversos, são separados para Deus, para o uso no sagrado, mas não serão arrebatados.
Um fato que nos chama atenção foi quando alguns Israelitas, com medo dos moabitas que invadiam a sua terra, apressadamente jogaram um morto em cima dos ossos do profeta Elizeu, revivendo o homem assim que tocou nos ossos dele.
Se até o lenço, a sombra de Pedro, e os aventais de Paulo faziam com que as enfermidades fugissem dos enfermos, não é de admirar que os ossos do profeta estivessem sob o poder de Deus. Mas, todos esses objetos destruíram-se com o tempo.



Continuando no texto, para que não haja engano, Paulo adverte:
Pois, como sabes ó mulher, se salvarás teu marido? Ou, como sabes, ó marido, se salvarás tua mulher? 1º Coríntios 7:12-16.

Jesus, também deixou tudo muito explícito: Dois estarão numa CAMA; um será tomado, e deixado o outro. Lucas 17:34

Supondes que vim trazer paz a terra? Não, Eu vo-lo afirmo; antes, divisão.
Porque, daqui em diante, estarão cinco divididos numa casa: Três contra dois, e dois contra três.
Estarão divididos: Pai contra filho, filho contra pai; mãe contra filha, filha contra mãe; sogra contra nora, e nora contra sogra.

Se observarmos a história desde a criação, perceberemos que, mesmo os que mais vivenciaram a glória de Deus, fizeram escolhas desastrosas. O diabo e seus anjos, que habitaram nos céus e desfrutaram da glória de Deus, escolheram, por sentimentos vis, seu próprio caminho de perdição.
Adão e Eva optaram por desobedecerem a Deus, movidos pela mesma síndrome de satanás: O poder.
Judas, tendo sido testemunha ocular da vida de Jesus e da Sua divindade, por uma miséria de dinheiro decidiu trair o Filho de Deus.
E que dizer dos que presenciaram a morte de Jesus, participaram do transtorno na natureza, dos que viram a ressurreição, ficando sem dúvidas que Jesus era o Filho de Deus e, não obstante, aceitaram suborno para negar toda glória e poder de Deus?
Esta é a natureza do homem: Abraçar o que lhe parece conveniente, embora jogando com o que é eterno, o seu espírito.
Claro que todos nós queremos que nossos familiares não se percam. Oramos, jejuamos e gememos para isso. O apóstolo Paulo chegou a desejar ser anátema por amor dos seus. No entanto, como ele, temos a consciência que a decisão é pessoal.

Deus deseja “que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” 1ª Timóteo 2:4.

Não existem atalhos, a redenção está no calvário. Somente o Sangue de Jesus pode restaurar o espírito do homem a Deus. A salvação não é bem, direito ou obrigação transmitida por sucessão ou disposição testamentária é um dom de Deus. Pra. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

3 comentários:

Paulo Sempre disse...

Um tema interessante.
Beijo
Paulo

Edimar Suely disse...

A paz do Senhor!

Eu não tenho a menor dúvida, de que a salvação é individual para cada um. Passei para conhecer seu espaço e amei. Voltarei mais verzes.

Desejo uma linda terça feira e muita paz.

S,mack!

Edimar Suely
edi_suely.blig.ig.com.br

Seminário disse...

Poderosas Palavras essas suas !! Que Deus possar usa-lo como um grande estrumento em suas mãos!!
Seminario Internacional Teologico de São Paulo

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML