terça-feira, 10 de junho de 2008

MULHER

video
Mulher, por que choras? Foi este o título para um tema apresentado por nós no passado fim de semana em palestras realizadas numa cidade. Foi com muito prazer que o fizemos, sendo que também a recepção dos ouvintes foi bastante gratificante. Deparamos-nos com mulheres iguais a tantas outras, sofridas, escravizadas, com a auto-estima lá em baixo, sem vida, como se o tempo houvesse parado para elas e o seu destino fosse um cálice de fel. Aquela mulher que pensa que nasceu para satisfazer as exigências de um machista, pois há ainda a idéia de que sexo é para o prazer do macho e ela só tem que ser usada. Aquela mulher que pensa que nasceu para fazer filhos e viver para servi-los; a idéia é que ela, mulher, é que tem que arcar sozinha com as obrigações domésticas, porque nasceu com a única missão de servir ao macho... Qual lagartixa sempre balançando afirmativamente a cabeça para o que o macho determine. A idéia errada que a mulher não pode viver sem o macho porque não está capacitada a auto sustentar-se e, se há filhos, criá-los sozinha... Como se o macho nunca morresse e ela tivesse que ficar viúva... Que pensa que jamais vai achar ninguém que a ame de verdade, pelo que não faz diferença continuar com seu algoz, pelo menos enganando talvez as pessoas, que pensarão, quem sabe, que ela tem alguém que a ama, e não um verdugo. Enfim, todos esses pensamentos decorrem do fato de que ela mesma não sabe que não se ama, não conhece os seus direitos e a sua dignidade enquanto mulher. Esta, em outras, é uma das causas principais que contribuem grandemente para a sua derrota efetiva. A Verdadeira integridade de uma mulher não pode ser medida através dos sentimentos dos homens ou das exigências da sociedade. Ao contrário, a mulher íntegra é aquela cujo caráter é formado pela palavra de Deus. Não há outro modelo. (extraído) Precisamos nos avaliar constantemente, sem medos. Importa ter sempre presente a certeza de que realmente estamos sendo o reflexo de nós mesmas ou se somos o resultado do molde a que nos submetemos por temor de inadequação, da censura, ou de não nos conhecermos, consequentemente, não poderemos ajustar-nos ao padrão de mulher segundo o coração de Deus. Somos originais, como estabeleceu o Criador. Apesar de formadas da mesma matéria, temos nossas próprias identidades, portanto, cada uma de nós é única. Somos femininas e não podemos ter receio de assumirmos as nossas fragilidades, as nossas características físicas e emocionais. Ajustando-nos à nossa realidade teremos de nós a mesma visão que Deus tem, seremos então mulheres seguras, sem medos, amaremos as realizações, nos incluiremos no contexto social com firmeza e determinação. A grandeza da mulher não está na sua beleza externa: “Enganosa é a graça, e vã a formosura, mas a mulher que teme Ao Senhor, essa será louvada.” Provérbios 31:30. “Maridos, vós, igualmente, vivei a vida comum no lar, com discernimento; e, tendo consideração para com a vossa mulher, como parte frágil, tratai-a com dignidade, por que sois, juntamente, herdeiros da mesma graça de vida, para que não se interrompam as vossas orações.” 1ª Pedro 3:7. Muitas mulheres se rebelam diante do mandamento: Mulheres, sede vós, igualmente, submissas a vosso marido, para que, se ele não obedece à palavra, seja ganho sem palavra alguma, por meio do procedimento de sua esposa. Ao observar o vosso honesto comportamento cheio de temor. (1ª Pedro 3:1,2). Isso decorre certamente do fato de não haverem analisado o mandamento dirigido ao homem: “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a Si mesmo Se entregou por ela.” Efésios 5:25. Partindo dessa premissa, é evidente que a tarefa do homem é extremamente mais difícil, dado o fato de que nenhum ser humano está amoldado o suficiente para viver a vida comum do lar. Em decurso, o homem terá que ter longanimidade no dia a dia como Jesus tem para com a igreja. Se o marido obedece a este mandamento, a submissão, que não se refere a servilismo, será um prazer para a esposa. Ela terá um amigo, protetor, amante, companheiro, confidente, em fim, a pessoa ideal. Se ele desobedece, temos ainda a esperança de que a mulher sábia ganha o marido em silêncio, além de que temos mitos a serem derrubados, Como por exemplo: 1 – Meu estado de mente é determinado pelo ambiente. 2 – As pessoas não podem mudar. 3 – Você está num mau casamento, há somente duas opções: resignar-se à uma vida de miséria ou cair fora. 4 – Algumas situações são sem esperança. Reformulemos nossa postura para estas verdades relacionadas a seguir encarando o casamento de uma maneira positiva: 1 – Eu sou responsável pela minha própria atitude. 2 – Atitudes afetam ações. 3 - Eu não posso mudar os outros, mas eu posso influenciá-los. 4 – Minhas ações não devem ser controladas por minhas emoções. 5 – Admitir minhas imperfeições não significa que eu sou um fracasso. 6 – O amor é a arma mais poderosa para o bem no mundo. (Dr. Gary Chapman). Portanto, mulher: por que choras? Sequemos as lágrimas e partamos para a luta, certas de que o Criador está em parceria conosco, porque melhor que nós mesmas, Ele Se apercebe das nossas carências e fragilidades e não tira os olhos de nós, nem os seus ouvidos se cansam de ouvir o nosso clamor. Pra. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Um comentário:

Paulo Sempre disse...

Doridas mulheres...
Embora as leis fundamentais de alguns países lhes garantam o direito à igualdade face aos homens, a verdade é que, mesmo nesses países, a mulher é ainda é subalternizada, face ao homem.
Há os que defendem que a mulher ainda esta a pagar pelo pecado do Jardim de Enden. Há-de sempre sofrer dores de parto e nunca ter a vida eterna. Há erros que se pagam a um preço insuportável...
Eu defendo o direito à igualdade.
Abraço
Paulo
PS: A voz do vídeo é a voz de uma mulher - Amália Rodrigues - sofrida, triste . Apesar de ter, durante 50 anos de carreira - sempre o aplauso do seu publico, nos palcos de todo o Mundo, morreu em 1999, aos 79 anos, sem nunca confessar a razão da sua tristeza.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML