sexta-feira, 18 de julho de 2008

LIVRES EM CRISTO




“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor.” (Gálatas 5:13).

Muitas vezes em nome da liberdade, temos ferido princípios sobre o amor.
“Vede, porém que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos.” (1ª Coríntios 8:9).
Muitos líderes conhecidos e respeitados no meio cristão gostam de músicas seculares, mas são seletivos sabem o que é cultura e boa música, no entanto, se de público proclamam seu gosto pelas músicas seculares não é certo que estarão levando pessoas débeis, neófitas a ouvirem também “músicas” de sua preferência?
Se de público proclamam seu gosto pela bebida, não é natural que poderá levar a reincidência algum ex-alcoólatra? O ministro pode ficar com o aperitivo, mas aquele que em grande luta se libertou do vício, terá forças para ficar no aperitivo?

“E assim, por causa do teu saber, perece o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu.”
E deste modo, pecando contra os irmãos, golpeando-lhes a consciência fraca, é contra Cristo que pecais. (1ª Coríntios 8: 11.12).

Os vencedores por Cristo têm uma música muito pertinente:

Se sofrimentos Te causei, Senhor
Se ao meu exemplo o fraco tropeçou,
Se em Teus caminhos eu não quis andar, perdão, Senhor.

Se vão e fútil foi o meu falar,
Se ao meu irmão não demonstrei amor,
Se ao sofredor não estendi a mão, perdão, Senhor.

Se indiferente foi o meu viver,
Tranqüilo e calmo sem lutar por Ti,
Devendo estar bem firme no labor, perdão, Senhor.

Escuta, Ó Deus a minha oração,
E vem livrar-me de incertezas mil.
Transforma minha vida entregue a Ti.
Amém, Senhor.

Não ignoramos que muitos legalistas querem impor sua religiosidade na comunidade onde assistem, tornando difícil o convívio entre irmãos, porque normalmente essas pessoas não são “legalistas” com suas próprias línguas. Não se preocupam em conhecer acuradamente a palavra, mas em fazer dissensão e denegrir a imagem seja de quem for.
O único que lhes importa é impor sua “doutrina”, embasada na maioria das vezes em medo de Deus. A esses não podemos servir em amor porque seremos repudiados pelos nossos “escândalos”.
No entanto, temos que discernir quem realmente é débil na fé ou está apenas influenciado por tradições religiosas, legalismo de outros, mas que confrontados recebem a sã doutrina e são encaminhados em Cristo com amor e paciência por aqueles que cresceram espiritualmente.
Não é fácil conviver em Cristo, mas se desejarmos O Espírito Santo nos capacita pra toda boa obra. Pra. Guiomar Barba.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML