sexta-feira, 14 de novembro de 2008

O SÉCULO XX E SUAS PERIGOSAS DOUTRINAS

Houve um inglês de origem humilde que, em 1878, declarou guerra contra duas poderosas frentes: a pressão da pobreza e o poder do pecado. Doze anos mais tarde, ele publicaria seu único livro: “In Darkest England -- and the Way Out” (Na Inglaterra mais escura -- e o caminho de saída). Trata-se de William Booth (1829-1912), o pastor metodista que fundou o Exército de Salvação. Quando alguém lhe perguntou quais seriam os maiores perigos doutrinários do século 20, ele respondeu de pronto: “Religião sem Espírito Santo, cristianismo sem Cristo, perdão sem arrependimento, salvação sem novo nascimento, política sem Deus e céu sem inferno.” (extraído da ULTIMATO).
Mais um grande profeta se levantou entre nós. E sua profecia, infelizmente, está se cumprindo à risca. “E, se disseres no teu coração: Como conheceremos a palavra que O Senhor não falou? Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que O Senhor não falou: com soberba a falou tal profeta: não tenhas temor dele.” (Deuteronômio 18:21,22).
RELIGIÃO SEM O ESPÍRITO SANTO:
Dói-me o coração quando percebo mensagens, quer bem elaboradas, bíblicas, pregadas com eloqüência, ou pobres, procedentes de mensageiros inábeis, mas que se igualam ao deixar um hiato de unção do Espírito Santo, que é a vida da palavra que nos penetra o coração, a alma, a mente, e nos lava, conforta e produz arrependimento... E é exatamente este vazio de carisma do Espírito Santo que tem provocado um verdadeiro êxodo nas igrejas. O povo tem andado faminto de um lado para outro, assemelhando-se ao quadro que revelou Deus ao profeta Amós que aconteceria como castigo ao povo de Israel: “E irão errantes de um mar até outro mar, e do Norte até o Oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do Senhor, mas não acharão.” (Amós 8:12).

Muitos líderes, hoje, que possuem uma farta bagagem bíblica, além de uma notável cultura, têm se ensoberbecido, tornando-se néscios nos seus ensinamentos. Interpretam as Escrituras segundo seus intelectos, despojados da instrução do Espírito Santo. Conhecendo já essa tendência da carne, Deus faz Sua escolha:
“Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante Ele.” (1ª Coríntios 1:26-28).
CRISTIANISMO SEM CRISTO
Sem estar cheio do Espírito Santo, se torna impossível uma igreja Cristocêntrica. Jesus ordenou aos discípulos que não se ausentassem de Jerusalém até que recebessem o ‘poder’ do Espírito Santo “para testemunhar”, ou seja, para vivenciar a vida cristã, para que a igreja fosse Cristocêntrica. A razão da igreja é, essencialmente, Cristo Jesus, nosso Senhor.
PERDÃO SEM ARREPENDIMENTO
Percebo com espanto como muitos líderes, ou para manter números nas suas igrejas, ou para serem queridos por todos, são capazes de oferecer a graça perdoadora de Deus àqueles que mantêm uma vida espiritual promíscua, ou professam um arrependimento sem obras. “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” (Mateus 5:16).
SALVAÇÃO SEM NOVO NASCIMENTO
Jesus foi bem explícito: “Se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” (João 3:3). Muitos irmãos em Cristo crêem que, é bastante que um membro de uma família aceite Jesus como seu salvador e, a exemplo do carcereiro de Filipos, toda sua casa será salva. Não se apercebem que aquela profecia Paulo entregou especificamente para o cidadão... Se não, vejamos: Estarão dois em uma cama; um será tomado, e o outro será deixado. (Lucas 17:34). Porque, de onde sabes, ó mulher, se salvarás teu marido? Ou, de onde sabes, ó marido, se salvarás tua mulher? (1ª Coríntios 7:16). Por mais que amemos alguém, nosso amor jamais terá as mesmas proporções do amor de Deus por nós. No entanto, apesar deste imenso amor, Ele diz: Você tem que nascer de novo, pelo contrário, não poderá entrar no Meu Reino. Não é o nosso amor que salva o homem da condenação eterna, mesmo que seja intenso este desejo em nós. Cada pessoa em particular carece nascer de novo.
POLÍTICA SEM DEUS E CÉU SEM INFERNO
Política Sem Deus
Israel, mais do que qualquer outro povo, soube as conseqüências de desprezar um regime teocrata em favor de uma monarquia. Leia-se o primeiro livro de Samuel, capítulo oito; além de que, todas às vezes que o rei em exercício não seguia os padrões políticos segundo os ensinamentos sagrados, Israel sofria tantas injustiças, como nos são impostas hoje pela politicagem de homens que não temem Ao Senhor.
Céu Sem Inferno
Pregar sobre a verdade do inferno tem sido tarefa demasiadamente antipática para líderes que não estão cem por cento comprometidos com a alma das suas ovelhas. Jesus nunca recusou falar abertamente sobre os perigos do caminho que conduz o homem ao inferno e nem do próprio Lago de Fogo. Creio que Ele falou mais do que qualquer outro escritor bíblico sobre o inferno; exatamente porque mais do que o homem, Ele conhece a magnitude das “chamas ardentes e eternas.” Ele também provou, derramando o Seu próprio sangue, o que era capaz de fazer para desviar o homem do castigo eterno, acentuando ainda mais o horror deste abismo. Cresçamos espiritualmente e ventos de doutrina não nos desviarão ou nos engodarão fazendo-nos errar o verdadeiro caminho.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML