sábado, 17 de janeiro de 2009

DEUS UM EXCÊNTRICO, FRUSTRADOR DE SONHOS

Este Deus castrador, excêntrico, ditador, nasceu da falta de conhecimento bíblico e comunhão com o verdadeiro Deus.
Infelizmente muitas pessoas não percebem a diferença entre o que significa: “vontade” de Deus e “direção” de Deus. Sendo Deus onisciente, conhecedor do futuro, Ele busca na intimidade com conosco, Seus filhos, orientar-nos nas nossas escolhas e eleições, para que não venhamos a dar passos, que no momento pareçam certos, mas que no futuro, venham nos trazer amarguras, decepções e profundo arrependimento.
O profeta Jeremias, em um entendimento perfeito das nossas limitações confessa Ao Senhor: “Eu sei, Ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos.” (Jeremias 10:23).
Ele tinha consciência de que as nossas definições se baseiam na vista dos nossos olhos, em ponderações subjetivas, muitas vezes até em análises muito bem elaboradas, dando tempo ao tempo, sem precipitações... No entanto, não conhecemos o nosso amanhã, e na maioria das vezes a execução dos nossos interesses dependem de outros que servem como instrumentos de frustrações para os nossos empreendimentos e realizações em tantas áreas das nossas vidas. No entanto, se andarmos em comunhão com Ele e buscarmos Sua sábia orientação Ele nos manterá no nosso caminho, advertindo-nos contra os atalhos que tantas vezes surgem como se fossem “auxílios” amenizadores na nossa fadiga, e dos envolvimentos com pessoas erradas na nossa larga caminhada. Deus ama e se alegra em nos ver realizados, felizes, orgulhosos das nossas conquistas obtidas com a nossa própria capacidade e inteligência. Este sempre foi e é o desejo dEle para todos os Seus filhos. Precisamos, no entanto, saber por onde começa o nosso caminho nesta vida. Até os rios têm os seus leitos...
Vejamos a determinação de Jacó quando ele se enamorou de Raquel. Ele a elegeu para ser sua esposa e, dominado por um amor acima de todo obstáculo, ele não desistiu do seu sentimento quando foi burlado pelo seu sogro, antes transpôs todas as montanhas. Enfrentou geadas, sol causticante, calúnias, ciúmes da Lia, entretanto, não só conquistou o coração da sua amada, mas também contraiu núpcias com ela. E Deus o abençoou em todos os seus empreendimentos, independente do pecado que ele havia cometido contra seu pai e seu irmão instigado pela sua mãe. Ele já havia se arrependido e alcançado o indulto de Deus. Percebamos, no entanto, que ao ser enviado pelos seus pais para a casa de parentes, ele invocou a Deus fazendo um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que “empreendo”, e me der pão para comer e roupa que me vista, de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, O Senhor será o meu Deus... (Gêneses 28: 20,21 - 29:1 a 30). Vários outros episódios na Bíblia deixam óbvia a nossa liberdade em Cristo.
A exortação de Pedro a Ananias e Safira não remete dúvidas sobre a independência que temos de escolhas e administração do que nos pertence. Então, disse Pedro: Ananias, por que encheu satanás teu coração, para que mentisses Ao Espírito Santo, reservando parte do valor do campo? Conservando-o, porventura, não seria teu? E vendendo, não estaria em teu poder? (Atos 5:3,4).
Com respeito a escolha de parceiro, Paulo deixa claro a nossa autonomia. O que nos chama mais atenção é o fato de que seja exatamente a favor da mulher que ele instrui nesta passagem, apesar da cruel cultura judaica em detrimento das mulheres. A mulher está ligada enquanto vive o marido; contudo, se falecer o marido, fica livre para casar “com quem quiser”, mas somente no Senhor. (1ª Coríntios 7:39). No Senhor, uma sábia orientação baseado em que a vontade de Deus é a nossa santificação.
Não vos ponhais em jugo desigual com os incrédulos; porquanto que sociedade pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunhão, da luz com as trevas? Que harmonia, entre Cristo e o maligno? Ou que união, do crente com o incrédulo? (1ª Coríntios 6:14,15) Vejamos nitidamente que a vontade de Deus para a nossa vida difere da orientação para os nossos caminhos. Entrega o “teu caminho” ao Senhor, confia nEle, e o mais Ele fará. (Salmo 37:5). Já não vivam mais segundo os critérios do tempo presente, ao contrário, mudem sua maneira de pensar para que seu modo de viver seja diferente e vocês cheguem a conhecer a vontade de Deus, ou seja, o que é bom o que é agradável o que é perfeito. (Parafraseando Romanos 12:2).
Ensinando a oração do Pai Nosso Jesus disse: “Venha O Teu reino, faça-se a Tua vontade...” O reino de Deus não é comida, nem bebida, (não são coisas materiais), mas paz, e alegria no Espírito Santo. (Romanos 14:17).
A vontade de Deus é a nossa santificação. (1ª Tessalonicenses 4:3). Esta é a vontade diretiva de Deus para as nossas vidas.
Se andamos segundo a Sua vontade, obviamente teremos comunhão com Ele e Ele terá liberdade de interagir conosco. Uma pessoa, por exemplo, se envolve com outra erradamente e, advertida pelo Espírito Santo, “deduz” então que não é a “vontade” de Deus aquele relacionamento, quando está apenas recebendo uma orientação sensata. No entanto, insiste e casa; e aí quando começam os desentendimentos, fica magoado ou amargurado com Deus atribuindo a conseqüência do seu erro ao castigo de Deus. Deste modo, por falta de conhecimento, criou-se o Deus frustrador de sonhos, um excêntrico. Não esqueçamos jamais que Deus é amor e a Sua vontade é perfeita para as nossas vidas e a Sua orientação perfeitamente sábia para que vivamos felizes e realizados. Lembrando sempre, no entanto, que a vida tem seus próprios espinhos e desertos, mas são eles que nos amoldam, nos lapidam, para que sejamos jóias raras. Deus é Soberano e é fiel!



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

5 comentários:

.Idê disse...

É o nosso egocentrismo que nos impede ver, sentir e fazer a Vontade de Deus.
Estamos interessados em solucionar, quando Deus parece demorar, ou andar por caminho diverso ao que imaginamos.

Caimos em enrascadas da quais Deus não tem absolutamente culpa nenhma. Fazemos como Abraão. O Senhor lhe prometeu um filho, mas como Sara era velha e estéril, aceitou a ajudazinha maquinada pela própria mulher.

Hoje eu e voce sabemos o que até hoje esta ajudazinha ocasionou e tem ocasionado.

Anônimo disse...

ola querida irmã,gostei muito a tua
mesange tão rica; gostaria q.me emvia outra mesange. o endereço
antonionosso@hotmail.com

Anônimo disse...

ola querida irmã,gostei muito a tua
mesange tão rica; gostaria q.me emvia outra mesange. o endereço
antonionosso@hotmail.com

João Cruzué disse...

.

Oi Irmã Guiomar,

Recebi o comentário da Senhora no Blog Olhar Cristão, e fiquei todo vaidoso! Uma palavra de minha irmã é coisa muito preciosa.

Por outro lado, peço sua oração. Eu trabalho pertinho de casa. Vou para o Hospital todo dia à pé em 15 minutos. Parece que em breve vou ter que trabalhar no Centro de São Paulo. A duas horas de condução da minha casa.

Meu tempo que antes sobrava, porque trabalhava perto, agora está prestes a ir embora.

Deixei a postabem neste texto, pois ele é curto e esclarecedor.

Quando é que a senhora vai postar esses textos no Blog da UBE no NING?

Irmão João.

.

sticker disse...

bank700
oil6324
boar444
beef8546
boa990

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML