terça-feira, 11 de agosto de 2009

PAGAM PARA ASSISTIR E AINDA DELIRAM COM A VIOLÊNCIA

O filme “Menina de Ouro” com certeza comove o coração das pessoas que simpatizaram com a figura lutadora, honesta, sofrida do personagem Maggie. Os golpes com os quais ela quase imobilizou sua rival levaram seus torcedores ao delírio. Emoções semelhantes são despertadas também nos corações da torcida que escolheu a maquiavélica prostituta Urso Azul.
É evidente que se o personagem Urso Azul houvesse lutado conforme as regras, sem fraudulência, não haveria “justificativas” que explicassem o delírio das multidões que não discutem o preço dos ingressos, a não ser que a violência só dói quando é na nossa própria pele ou na daqueles que realmente amamos. Uma evidência palpável e lúgubre tivemos em uma reportagem do Fantástico no último domingo, dia nove, na entrevista com as atrizes Letícia Sabatella e Christiane Torloni. Algumas pessoas foram abordadas na rua sobre a violenta surra dada pelo personagem Melissa no personagem Ivone. Lembro-me apenas de duas pessoas que foram contra a violência, no entanto, algumas delas fizeram entusiasmada apologia à atitude da agressora; outras preferiam que a violência fosse contra o marido traidor, “mas que houvesse vingança.” No entanto, se alguém deseja mesmo saber mais sobre o quanto o ódio velado ocupa o coração de muita gente e está pronto a jorrar na hora em que acharem “justo”, dê uma passadinha no site indicado abaixo, veja o vídeo, mas não deixe de ler os comentários, talvez você não possa acreditar no sadismo que transborda do coração dos que opinam sobre o assunto. É estarrecedor... http://audienciadatv.wordpress.com/2009/08/08/video-do-dia-caminho-das-indias-melissa-da-surra-em-yvone/
No dia a dia os nossos ouvidos são cheios através da mídia, amigos, vizinhos, da violência que banha de sangue as ruas, do lamaçal que forra o planalto e os passos da máquina governamental. Toda esta podridão provoca uma indignação que vai corroendo as nossas esperanças de um mundo melhor e mais justo e confirmando cada vez mais as profecias de que “Por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos esfriará”. (Mateus 24.12).
Grande parte das mesmas pessoas que se revoltam diante das injustiças sociais grita e esbraveja nas arquibancadas dos ringues da vida: maaata! Acaaaaaba com ele (a)! Pula, espuma, fica histérica, e se o seu favorito ganha, volta feliz, comentando com o máximo prazer sobre as cenas mais sanguinolentas. Uma desconexão própria de pessoas que ainda não foram resgatadas, restauradas à imagem e semelhança de Deus, que é contra toda classe de violência e destruição. É o resultado da separação do homem com O Cristo, que soprou paz sobre seus discípulos.
A história da humanidade está marcada pela violência desde os tempos mais remotos . Lemos na bíblia, entre tantos outros, um apelo desesperado do profeta Habacuque, quando na sua angústia pergunta a Deus: “Até quando, Senhor, clamarei eu, e Tu não me escutarás? Gritar-Te-ei: violência! E não salvarás? Por que me mostras a iniquidade e me fazes ver a opressão? Pois a destruição e a violência estão diante de mim; há contendas, e o litígio se suscita. Por esta causa, a lei se afrouxa, e a justiça nunca se manifesta, porque o perverso cerca o justo, a justiça é torcida. (Habacuque 1.2-4).
Em conversa com o profeta Miquéias, Deus, que vê todos os homens na face da terra, sentencia: “Ai daqueles que, no seu leito, imaginam a iniqüidade e maquinam o mal! A luz da alva, o praticam, porque o poder está em suas mãos. Se cobiçam campo, os arrebatam; se casas, as tomam; assim, fazem violência a um homem e à sua casa, a uma pessoa e à sua herança. (Miquéias 2:1,2).
Encontramos tantos Neros na vida, pondo seus polegares para baixo recostado em pétalas de rosas, enquanto os que labutam para que “o juízo corra como as águas; e a justiça, como ribeiro perene” (Amós 5.24) são chacoteados, reputados como homens frágeis, desprezíveis.
Quando vier o grande dia do Senhor a justiça e o juízo prevalecerão sobre a terra! Portemo-nos como débeis e desprezíveis por agora, e vivamos em paz com a nossa consciência até que venha o Grande Juiz de toda a terra.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML