segunda-feira, 30 de novembro de 2009

DEEEEEEEEEUS!!!

Até quando vamos esperar por uma igreja purificada, “sem mácula, nem ruga?” (Efésios 5:27). Até quando vamos chorar a lama que os falsos pastores, e os bodes disfarçados de ovelhas jogam sobre nós, a Tua igreja? Até quando vamos sofrer ovelhas vivendo a míngua, sem lugar de repouso, perambulando em pastos amarelados, águas poluídas, desalentadas, injustiçadas, ameaçadas pela mais cruel morte espiritual, sem consolo, sendo peneiradas pelo inimigo, tendo em vez de óleo na cabeça, questionamentos mil, resultando num cálice transbordante de dor e aflição a ponto de não conseguirem perceber Tua bondade e misericórdia que se renovam a cada dia sobre nós?
Até quando Senhor suportarás estes senhores das cifras e da manipulação enganando teu rebanho com palavras fictícias, enquanto tosquiam-nas em função de suas vidas nababescas, provocando manchetes midiáticas para burla e piadas contra o teu Santo Evangelho e contra todo o povo que tens elegido para o louvor da tua glória?
Ah Senhor, estamos exaustos, nosso coração clama por um mover do teu Espírito, clama pelo mesmo poder que levou Moisés, Elias, Elizeu, Paulo, Pedro, Estevão e tantos outros servos teus a fazerem sinais e prodígios que fazia pasmar até mesmo aos mais céticos da terra... Finalmente, temos a tua promessa, Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que Eu faço e outras maiores fará, porque Eu vou para junto do Pai.” (João 14:12). Sabemos que andamos tão aquém da vida consagrada e piedosa daqueles santos homens de Deus que eram sujeitos as mesmas paixões que nós, mas escolheram não se contaminar com a glória deste século porque tinham em vista algo sobremodo excelente para desfrutar além deste planeta decadente, mas Senhor lembra-Te que és Tu mesmo “quem efetua em nós tanto o querer como o realizar, segundo a Tua boa vontade.” (Filipenses 2:13). O nosso coração anela, Senhor, obedecer a Tua palavra, andar contigo como prova máxima da nossa gratidão e amor por Ti, por tudo que Tu és e fizestes por nós, mas ai de nós que tantas vezes ferimos o teu coração com nossos pecados, com nossas ofensas, negligenciamos a vida piedosa e testemunhamos mal do milagre transformador das nossas vidas, quando com teu sangue tão precioso lavastes nossas culpas. Perdoa-nos Senhor! Ergue-nos de nós mesmos, das nossas dubiedades para que possamos libertar os cativos, curar os enfermos, expulsar demônios, levar uma palavra ao cansado e restaurar as forças dos que não têm mais vigor, e que sejam “formosos sobre os montes os nossos pés, anunciando boas-novas, fazendo ouvir a paz, anunciando coisas boas, fazendo ouvir a salvação, dizendo aos povos: O nosso Deus reina!” (Isaias 52:7).



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

3 comentários:

Marcelo Negreiros disse...

Um velho pastor conhecido nosso, nos anos 80 já bradava em púlpito: "Se você quiser uma igreja perfeita, morra e vá para o céu". Referia-se à alguns membros que andavam murmurando contra alguns erros encontrados em uma e outra igreja.
Hoje, consigo compreender melhor aquela indignação do pastor, cuja mão erguida apontava para cima: Preciamos olhar para cima e tentar nos parecer com Jesus.

Levi Bronzeado disse...

Prezada Guiomar

Boca no trombone!(rsrsrs)

Enquanto depender de nós, as pedras não precisarão clamar.

O que não podemos, é deixar de denunciar os modernos vendilhões do templo que, descaradamente, estão profanando o nome de Deus nos lugares que deveriam ser sagrados.

Uno a minha voz a sua no seu justo repúdio.

Graça e Paz,

Levi B.Santos

Anônimo disse...

é mesmo isso guio... e concordo com o Pr. que Marcelo citou..kkk.. só no ceus

david

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML