quarta-feira, 16 de junho de 2010

O Grande Equívoco de Alguns Blogueiros Cristãos

Francis Schaeffer afirmou em um de seus livros que “o dia em que o Cristianismo se tornasse amigo do mundo, ele deixaria de existir“. Foram proféticas, essas suas palavras.
Não porque o Cristianismo deixou de existir na História. Mas porque deixou de existir no coração de muitos cristãos atuais, nominais e, supostamente, sábios demais para aceitar as verdades bíblicas “arcaicas” no mundo pós-moderno e permeado de filosofia, no qual vivemos.
Uma das características deste mundo pós-moderno é o acesso à informação e a facilidade através da qual as pessoas influenciam umas às outras, da mesma forma que são influenciadas.
Mas aqui, infelizmente, passou a valer o cômico ditado: “macaco que nunca come mel, quando come, se lambuza”.
Muitos de nós, evangélicos adultos, fomos criados dentro de uma igreja que, em alguns casos, apesar do amor e da comunhão genuína que gozávamos nela ; precisávamos seguir uma “doutrina” ascética implacável que nos impedia de conhecer “o mundo” (não aquele ao qual Schaeffer se referiu, mas outro muito mais inocente!). Sem o saber, vivemos o lado mais duro e legalista do Calvinismo, do Puritanismo e do Pietismo dos primeiros séculos da Reforma Protestante, seja para provar a nós mesmo e à igreja, a nossa eleição; seja para mostrar a graça da qual havíamos sido alvos.
Resultado: crescendo num cenário no qual não era mais possível carregarmos uma ética ascética tão pesada, fomos à luta: estudamos, lemos livros, adestramo-nos teologicamente, fomos beber nas fontes da ciência e da filosofia; saímos da ignorância e da inocência que nos caracterizavam. Tornamo-nos adultos, afinal. E nos emancipamos da autoridade da igreja.
Mas, para nossa tristeza, alguns cresceram demais, tornaram-se demasiadamente grandes em seus “insights” e em suas “descobertas”.
Descobriram Nietzsche, Marx, Focault,Sartre, Freud...E, ao invés de seguirem o conselho de Protágoras: in medium virtus, ou seja, a virtude está no meio, passaram para o extremo oposto: descreram.
E, supondo que estavam trocando o dogmatismo legalista, no qual foram criados, pela visão cristã equilibrada e libertadora; trocaram, na realidade, a ortodoxia pelo liberacionismo, a fé pela apostasia.
Sim, tornaram-se apóstatas do século XXI.
Ora, se colocam Nietzsche e Freud como iguais ou superiores a Jesus de Nazaré; se tratam o Filho de Deus como um visionário judeu comum que nunca ressuscitou e se desdenham da Revelação contida nas Escrituras, afirmando que a Bíblia não é a Palavra autoritativa de Deus, só se pode dizer que apostataram.
Ouviram palavras que lhes causaram “comichões nos ouvidos” e “não suportaram a sã doutrina”, como biblicamente já há muito tempo fora previsto. E, como a porca lavada, prosseguem se revolvendo no despojadouro.
Fosse isso apenas, o que infelizmente já é um grande mal para as suas próprias existências, esse mal seria menor.
Mas as suas “grandes sacadas” não podem ficar encobertas. Então usam a blogosfera cristã para fazer provocações. Os “grandes sábios” recém emancipados tripudiam, com seus posts em seus blogs, o nome de Cristo e seus pequeninos seguidores. Não se atemorizam mais com as palavras de Jesus de que, aqueles que fizessem desviar a um de seus pequeninos, seria melhor serem jogados ao mar com uma pedra de moinho atada ao pescoço.
Que Deus tenha misericórdia de todos nós!
O ascetismo que vivemos em nossa infância não justifica a apostasia.
A fé que vence o mundo, a carne e o diabo tem que ser aquela que suporta conhecer Nietzsche até o âmago, sem medo nem ressentimento. Mas que continua a saber que Jesus Cristo é o Filho do Deus Vivo, que ressuscitou ao terceiro dia.
E que continua sendo o único mediador entre Deus e os homens.

Soli Deo Gloria




Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

5 comentários:

Marcelo Negreiros disse...

Guiomar: Muito bom comentário sobre a troca da Igreja primitiva, pelo "Neo-cristianismo". Mas, como a Bíblia já nos adverte em Colossenses 2:8 "Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e não segundo Cristo;" Isso nos mostra que , se já havia no tempo do apóstolo Paulo, muito se disseminarão as falsas doutrinas no século XXI com todas as suas facilidades tecnológicas.

" COMO ADORADORES " disse...

Uau é duro de aceitar mais é nescessario que tudo isso aconteça,isso nos faz entender que ja ja os ceus se abrirao, e entam se vera a vinda do filho do homem. Maranata vem jesus.Porque se escandalizar? E nescessario q tudo isso aconteça, se nao fosse dessa forma o nosso amado cervo do Deus vivo, Judas nao nos exortariamos à."Sao ondas bravias do mar,espumando seus proprios atos vergonhosos;estrelas errantes,para as quais estam reservdas para sempre as mais densas trevas".Ai destes.Graça e paz do nosso senhor jesus

Guiomar Barba disse...

Paz e graça "como adoradores", creio que enquanto podermos, temos que lutar para que essas vidas retornem ao caminho, Jesus nos deu uma tremenda lição quando foi em busca da ovelha extraviada.
Que os céus se abram e recebam o maior número de filhos de Deus, o sacrifício de Jesus foi muito grande...
Obrigada pela visita, volte sempre. Abraço.

Paulo Sempre disse...

«Não se atemorizam mais com as palavras de Jesus de que, aqueles que fizessem desviar a um de seus pequeninos, seria melhor serem jogados ao mar com uma pedra de moinho atada ao pescoço. »

É uma ameaça?

Eu respeito a fé.

Beijão

Paulo

Antônio Ayres disse...

Prezado Paulo Sempre:

A resposta a essa pergunta, somente você poderá buscar dentro de si mesmo.

Cordialmente.

Antônio Ayres

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML