sábado, 3 de julho de 2010

MEU GRITO

Ó Ceus, por que as tuas portas estão hermeticamente fechadas, se sabes que nem um clamor poderia atravessá-las? Por que te calas diante das súplicas desesperadas para que se cumpram em nós todas as tuas palavras? Não escutas as zombarias, as blasfêmias daqueles que, não suportando mais esperar por respostas, se entregaram a idéias de mentes brilhantes, porém sem esperanças, sem credos? Não te comove a dor dos que, apesar da apostasia, fitam atentamente as tuas portas com ouvidos aguçados esperando ouvir-te? Esqueces-Te que a esperança demorada enfraquece o coração, mas o desejo chegado é árvore da vida? Esmagarias Tu a cana quebrada e apagarias a torcida que fumega, negando a Tua promessa de que jamais praticarias tal injustiça? Olvidastes-te que a vida do ser humano é como uma fumaça que logo passa? Não te lembras que no sepulcro ninguém fará menção do Teu nome? Por que não Te inclinas por misericórdia e fazes maravilhas como no passado, para que aqueles que cambaleiam sejam tocados? Por que não te levantas como o fizestes no meio de Israel, através de profetas como Elias, Elizeu, Moisés, Josué e dos apóstolos Paulo, Pedro, Estevão e tantos outros? Estarias cansado? Teu braço fraquejou ou Te fatigastes e desprezastes a Tua criação? O sacrifício que se encarnou na terra teria sido demasiadamente grande para resgatar muitos mais? Deixarás caminhar trôpegos, cegos, tateando em angústia, tantos que ainda procuram encontrar uma luz? Permitirias que fossem ofuscados pelos holofotes, que só mostram as obras das trevas? Não te amolece o coração os joelhos dobrados, os gemidos, os olhos que derramam torrentes de água implorando a Tua soberana e justa atuação? Não te comove o sermos adoecidos pela saudade de ti?
Ó céus, baixa-te a terra e atenta para Tua criação, para os filhos que adotastes em uma aliança de sangue. Por que banir da Tua paternidade a nós, os que te desejamos como o nosso bem maior, que não nos importa respirar se não for sob a Tua companhia? Que mais esperas desta Tua criação marcada pela transgressão da sua carne? Ouve o nosso grito, envolve-nos nos Teus braços porque já desfaleceremos. Minha oração.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

5 comentários:

Adriana disse...

Olá,

até que enfim encontrei uma amiga pastora!! e que pensa kkkk
Li seu comentário na Confraria, gostei demais de seus posicionamentos.
Estou te seguindo e se achar que deve, aparece lá no blog, será uma honra.

abraços

Eduardo Medeiros disse...

Oi Gui, encontrei o teu blog...heeee

Olha, fiquei de verdade, comovido com a tua oração. Sabe que a tua queixa de Deus não fazer mais todos aqueles atos poderosos do passado também era uma queixa comum nos grandes profetas que passaram pelo exílio? O “Deus de ontem” sempre será mais presente que o “Deus de agora”. É assim que funciona na teologia judaica.

Durante a Segunda Guerra os judeus perguntavam para Iaveh: “Melhor seria jamais ter-nos escolhido como povo de propriedade sua, pois desde então, só sabemos o que é sofrer”.

Emociona essa grito que sai da garganta do que tem fé, grito este, que não encontra uma resposta nítida vindo dos céus. Há uma tese de um escritor judeu de que durante a evolução do texto da bíblia hebraica, Deus vai desaparecendo aos poucos até sumir por completo.

Aquele Deus do AT foi embora e não vai mais voltar. Os cristãos se consolaram ao ver na figura de Jesus, mais uma e definitiva manifestação do Deus hebreu. Melhor para estes que agora, possuem um rosto familiar, humano para Deus.

Mas o Jesus dos cristãos também não faz mais ninguém andar sobre as águas, então, a história se repete... Os verdadeiros herdeiros de Iahew, seu povo escolhido a dedo dentre todos os outros povos não terá a mesma consolação. Iaweh retirou-se de fato e não vai mais voltar. A não ser na esperança vazia de judeus ultra-ortodoxos com cachinhos pendentes até os ombros, de que o Messias ainda virá. Mas prá que eles ainda querem um messias? Hoje eles são a maior nação em economia e em poder militar do Oriente Médio e Deus não teve nada a ver com isso. A história está aí para contar.
Amiga, vai me visitar no saladopensamento.blogspot.com e no olharotempo.blogspot.com. Mas do que um convite, é uma intimação rssssssss gosto muito de você, viu? E ao contrário do que você disse na Drica (que ora para que os confraternos reencontrem Deus em seus corações) posso dizer por mim que do meu ele nunca saiu.

Ainda que da minha cabeça ele tenha sido desconstruído para dar lugar a novas significações dele mesmo. É assim o caminho de quem carrega o mistério no coração e na cabeça, a razão.

beijos

Adriana disse...

Dudu vc é uma raridade!!

Hoje falei de vc para Pai e agradeci por vc existir.

abraço

Adriana

Marcela B. ♥ disse...

Olá, Parabéns pelo blog, que Deus continue abençoando sua vida. Abraços.

Guiomar Barba disse...

Ola Marcela,

Obrigada pela visita, volte sempre deixando-me alegre com comentários e critícas. Bjs.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML