terça-feira, 10 de maio de 2011

GENTE ANTES DE NASCER

''O feto é uma criança”, “é dele mesmo e não da mulher” e “o aborto é um homicídio”. Com essas frases claras e incisivas, Luiz Felipe Pondé, colunista da Folha de São Paulo, mostra-se contrário à legalização do aborto (ou do homicídio) de um ser já existente, mas ainda no ventre materno. Pondé diz que “não precisa de argumentos teológicos para ser contra o aborto”. Basta opor-se ao argumento de que o feto não é gente, opor-se à “desumanização do feto como processo retórico”.

O Salmo 139 dá muita força a Pondé, pois o poeta agradece a Deus por Ele o ter criado e tecido no ventre da mãe. Os olhos de Deus estavam sobre aquela gente (ou aquele feto) desde o embrião ou desde quando a criança era uma “substância ainda informe” (Salmo 139.16).

Varios personagens bíblicos se declaram consagrados a Deus desde o ventre materno: Sanção (JZ 16.17), o salmista (Salmo 22.10), João Batista (Lucas 1.15) e Paulo (Gl 1.15). Todos eram gente e não meramente fetos.

O aborto é crime antes e depois das eleições e Não deixa de sê-lo depois da descriminalização. Para evitar a morte de muitas mulheres que praticam o aborto, a medida mais correta não é legalizá-lo, pois não se pode legalizar o que não é legal primeiramente aos olhos de Deus. No entanto, já que muitas mulheres e médicos burlam a lei, é necessário que o governo dê uma atenção especial a elas antes e depois do aborto.

A rigor não há diferença entre assassinar a criança logo após o nascimento, como aconteceu no Egito (Ex. 1.15-16), ou antes do nascimento. Nos dois casos há homicídio!

Extraído da Revista Ultimato.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

2 comentários:

disse...

Tremendo esta matéria!

Guiomar Barba disse...

Sim, o bom é que por certo a frase: "O feto é uma criança”, “é dele mesmo e não da mulher” e o “aborto é um homicídio”, não foi citada por um crente, porque como andam as coisas, iam encontrar um meio de discordar. Bem, sempre terá né? Mas partindo de crente... rsrs

Voto em 10 de junho. Beijos.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML