segunda-feira, 20 de junho de 2011

CONTINUAÇÃO DE "EU NA BOLÍVIA"



Por três terças-feiras seguidas estivemos ministrando em uma casa onde se reúne um grupo de jovens para estudar a bíblia. Foi incrível quando, após a primeira ministração da palavra, ao orar com cada um em particular, conforme eles desejaram, Deus me revelou detalhes privados de cada um deles, orientando-os ou exortando-os conforme a necessidade de cada um. Não pude deixar de rir ao ministrar um rapaz bem jovenzinho, grandalhão, bonito, quando após a oração ele confessou que realmente ele estava vivendo o que me foi revelado, por isto ele ria também ao ser descoberto o seu segredo.

Na última ministração eu estava bem enferma do estômago, estive sem comer todo o dia, portanto, me sentia débil para falar. Então eu disse: Senhor, eu queria tanto um “locrito” (comida típica boliviana feita de arroz com frango, batatinha e algum cheiro verde picadinho), algo sadio para meu estômago delicado. A reunião começava às nove da noite, cheguei um pouco mais cedo. A dona da casa estava saindo para uma reunião de casais com seu marido. Ela veio me encontrar à porta e, após me abraçar, perguntou: não quer um locrito? Eu que sabia a oração que havia feito e que pelo o horário, já se esperava que eu houvesse jantado. Soltei um “querooooooooo!”. Imediatamente ela me levou a um restaurante próximo e me deliciei com um locrito à moda camba.

“Porque Ele tem cuidado de vós”. (1 Pedro 5.7).

Cheguei à casa na qual estava hospedada e, enquanto a dona vendia roupas, fui descansar um pouco antes de sair para uma das várias despedidas que nos ofereceram. Algum tempo depois ela me chamou para irmos, então desci e ela continuou sentada com a cliente. Pouco depois chegou a irmã da cliente, uma amiga minha também, que, apesar da beleza das roupas que lhe estavam sendo exibidas, parecia estar com seu pensamento em outra coisa. De repente ela disse: “eu queria dar algo a Guiomar, uma blusa, algo...”. E me olhando, disse: escolha. Eu vibrei, estava cobiçando fazia dois dias uma linda bolsa cinza, que não me era prioridade, mas me caia bem e que eu havia dito ao Senhor: se você quiser me daaaaar... Não me fiz de rogada, perguntei: até quanto? Ela deu de ombros, não importava. Agarrei, então, a bolsa e disse: esta? Ela balançou a cabeça aprovando e ficou meio sem graça diante do meu entusiasmo. Ela é bem tímida.

“Agrada-te do Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração.” (Salmo 37.4).

Fomos abençoadas por Deus em todos os sentidos. Trabalhamos muito e com muito amor e dedicação. Por suposto, fomos recompensadas com amor e muitos presentes espirituais e materiais. Chegamos a ganhar passagens com estadia para Miami, em um apartamento em frente ao mar, mas, apesar da insistência, dissemos não, porque o Senhor queria que terminássemos o trabalho para o qual fomos enviadas e ficamos felizes em obedecer.

Apesar de haver sido muito proveitosa nossa ida, nada me trouxe tanta alegria quanto poder ver o fruto do nosso trabalho passado. Fiquei atônita com a multiplicação dos talentos através daqueles que um dia ganhamos para Jesus. Muitos hoje estão pastoreando grandes igrejas, com vários ministérios sociais e trabalhando com muita seriedade em pró de vidas carentes.

Entre outros preletores ministramos em um hotel para empresários, ficamos maravilhadas diante da ministração de uma das mulheres que pertencia a nosso grupo de discípulas, uma mente brilhante, uma didática rara. Esta senhora é a líder do ministério, tem uma grande equipe de mulheres que, dirigidas por ela, desempenham um grande serviço para o Reino de Deus. Realmente compensa servir ao Senhor.

“Se o homem não foi feito para Deus por que só é feliz em Deus? Se o homem é feito para Deus, por que é tão contrário a Ele”? (Blaise Pascoal).



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

2 comentários:

disse...

Glória a Deus, já trabalhei muito assim mana, eu e meu marido, hoje estamos parados, mas já já voltaremos, Deus já disse. estamos aguardando nEle.

Como Deus se preocupa em nos agradar né Gui, nas pequenas coisas e nas grandes ele se faz presente em nossas vidas, isso acontece só com quem tem intimidades com Ele, muitos pensam e nos chamam de loucos, mas sabemos que o homem natural não entende as coisas de Deus, mas o espiritual discerne tudo e todos e de ninguém é discernido rss aleluia. Deus seja louvado em sua vida e em seu ministério. Como é bom vir aqui e ler textos como este. Bjs mana.

Guiomar Barba disse...

Obrigada Ro, realmente me dói quando escuto ou leio de pessoas que já não podem acreditar em Deus. Ele é tão real no nosso dia a dia. Penso como Pedro: "Para onde iremos nós Senhor, só Tu tens palavras de vida eterna. Beijos amiga.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML