quinta-feira, 18 de agosto de 2011

CONFRONTADOS POR DEUS




A Ele gritei com a minha boca e a minha língua o exaltou. Se no meu coração se achasse culpa, o Senhor não me teria ouvido; mas Deus me ouviu; prestou atenção à voz da minha súplica. Bendito seja Deus, que não rejeitou minha oração nem me recusou sua misericórdia. (Salmo 66.17-20).

Quando temos um relacionamento de comunhão com Deus, podemos entender perfeitamente o discurso do salmista. Ele não havia tratado com um Deus que dá as costas para seus filhos quando há iniqüidade em seus corações, mas com um Pai amoroso que confronta o filho e leva-o a uma introspecção, a uma revisão interior, para o seu próprio bem.
Uma das formas de Deus nos levar a entrar em nós mesmos, é silenciar diante das nossas orações, outra forma é quando o Espírito Santo se entristece dentro de nós para que nosso coração seja convencido de que erramos. Quando não nos endurecemos no nosso pecado, mas reconhecendo, nos chegamos a Ele, O encontramos cheio de amor e perdão; por isto afirma Davi: 

“Ó Tu que escutas a oração, a Ti virão todos os homens, por causa de suas iniqüidades. Se prevalecem as nossas transgressões, Tu no-las perdoas.” (Salmo 65.2,3).

É profundamente constrangedor estarmos diante de alguém a quem magoamos e não consertamos. O cruzar dos olhos é evitado, as palavras se tornam supérfluas, e tudo que queremos é cair fora, se por orgulho ou descaso, não estamos dispostos a mudar a situação ou se não sabemos como lidar com o assunto.
Há poucos dias fui mui desrespeitada por uma pessoa que mal conhecia, no entanto decidi em meu coração não ficar magoada ou julgando esta pessoa, embora ela não tenha tentado explicar-se e ainda teve outra ação que me fez perceber que ela não se havia afetado com a sua atitude contra mim. Senti-me embaraçada diante dela, meu desejo era abordá-la, mas como mal a conheço, preferi calar. No entanto, tenho pedido a Deus que me ajude a vê-la com amor e misericórdia, reconhecendo que tenho minhas próprias falhas.
Com Deus é diferente, você pode abrir seu coração, pode desnudar-se diante dEle, sem receios, sem hipocrisias, sem meias verdades. O que Deus não suporta em nós é amargura, pecado oculto, hipocrisia.

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a Tua mão, pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio.” (Salmo 32.3,4).

Percebamos que, Davi diante da grandeza do seu crime, não tinha sossego em si mesmo, nem diante de Deus. Como um amigo que ama, Deus procurava levá-lo à confissão, ao arrependimento. Davi havia pervertido o seu coração de tal forma que provocou dores não só em Bate-Seba, como em tantos quantos amavam Urias e ao próprio Davi. No entanto, ele tinha um coração quebrantado, capaz de se humilhar e reconhecer o seu crime; tanto que logo ao ouvir o duro juízo através do profeta Natã, ele exclamou: Pequei! E sofreu toda conseqüência do seu pecado, sem amarguras contra Deus. O maravilhoso é que mesmo antes de Davi reconhecer o seu pecado, Deus já o havia perdoado, porque conhecia que haveria arrependimento profundo no coração de Davi.

“Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. Disse Natã a Davi: Também o Senhor te perdoou o teu pecado; não morrerás. ( 2 Samuel 12.13).

“Pois não te comprazes em sacrifícios; do contrário, eu tos daria; e não te agradas de holocausto. Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração humilde e contrito, não o desprezarás, ó Deus. (Salmo 51. 16,17).




Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

13 comentários:

Conexão da Graça disse...

Uiiiiii!!! Tomei um baita susto tchê, quando mirei esses dois peladão!rsrsrs

Achei que estava num sítio CHURCH SEX! rsrsrs

Guiomar, Davi só era homem segundo o coração de Deus, porque Deus É quem É!

Entendo que não há méritos, e sim a disposição unilateral de Deus ser Deus na vida do homem!

Não há nada que o serzinho marvado e malacabado do bicho hômi/muié possa fazer para se garantir na eternidade! Está feito! Está consumado!

Graças a Graça que é de Graça, nós somos o que somos porque Deus É quem É!

Ele reconciliou consigo o mundo não lhes imputando o pecado!

Ufa!!! Essa é minha garantia que pacifica a minha alma!

Um BEIJÃO minha mana!

Eduardo Medeiros disse...

e aí, vai escrever uns textos teológicos para eu postar lá no caminhos da teologia? não sabe do que se trata? dá uma espiadinha lá e e veja a ideia que o rodrigo deu para o blog que eu pensava em deletar.

este texto está bem certinho, bem devocional;o crente que se vê perdoado para sempre por Deus dorme tranquilo e não se desespera com seus próprios equívocos.

mas o salmista do primeiro salmo diz que Deus não o ouviria se nele se achasse culpa, no que ele está equivocado na visão cristã da graça imerecida.

bjs

Guiomar Barba disse...

Ei Franklin, amei a figura dos peladões. Tem que se despir, com Deus não dá para fazer cobertas. Ele vê; e como você falou, Ele simplesmente nos cobre com a sua graça.

Beijão amigo.

Guiomar Barba disse...

Pois é Edu, eu creio que ele poderia haver dito que Deus queria que ele entrasse dentro dele mesmo e arrumasse a casa, por ele mesmo, e por aqueles que ele maltratou tanto.

Edu, você é fera demais para eu postar no seu blog... kkkkkkkkkk
Beijão.

Eduardo Medeiros disse...

sou fera mas não mordo...kkkkkkk

fera é o rodrigão; um pouco paradoxal, mas é fera.

e o salmista estava apenas repetindo uma ideia muito comum naqueles tempos: que deus prospera e abençoa o justo e pune o ímpio e pecador.(lembra dos amigos de jó?)

contextualização. colocar o texto em seu contexto.

mas se você quiser escrever alguns textos para lá, eu quero sim. mas ter que ser textos inéditos....kkkkkk e tem que ser de preferência não doutrinários e mais reflexivos...

putz, só eu mesmo, queria deletar o blog e agora estou exigindo dos amigos textos diversos e reflexivos..kkkkkakakkakakaa

olha, se quiser colaborar, é só me mandar um texto seu que não fuja demais da cara do blog, como fofoca gospel, falar mal do valdomiro, do silas, do gondim, etc.

pode até ser um bom devocional como este, eu não ligo...rs

manda para este e-mail que é mais desafogado do que o gmail.

eduardo42@ig.com.br

disse...

Oi amiga , olha eu aqui, esqueci do vivendo em Cristo não ok, É que não tenho visitado ninguém mesmo. Bom mana, creio que ao violar as leis de Deus, Davi havia mostrado falta de respeito pelo grande Legislador. Deus disse: "[Tu] me desprezaste." (Versículo 10) Com o coração dilacerado por causa daquelas palavras firmes, Davi admitiu: "Pequei contra Jeová.' Natã garantiu a Davi que Jeová o havia perdoado, mas que Davi teria de arcar com as consequências dos seus atos. — Versículos 13, 14.

Depois de seu pecado ter sido exposto, Davi escreveu o que hoje é conhecido como o Salmo 51. Ali, ele derramou seu coração, revelando a profundidade de seu arrependimento. Com seus pecados, Davi havia desprezado a Jeová. Mas depois de ver a beleza do perdão divino, aquele rei cheio de remorso podia dizer a Jeová: "Um coração quebrantado e esmagado não desprezarás, ó Deus." (Salmo 51:17) Para um pecador arrependido que procura a misericórdia de Jeová, poucas palavras poderiam ser tão consoladoras como essas. Enganam-se aqueles que pensam que por causa da graça não precisam se arrepender. O que é um grande erro. Bjs mana. Amo-te.

disse...

O Edu, falar mal da igreja [instituição] e da Bíblia pode né??? rss

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Ótima reflexão, Gui!

Nosso Deus é 10!

Ele é misericordioso e nos perdoa. Não nos trata conforme os nossos pecados porque do cotnrário já teríamos morrido.

Às vezes é muito difícil tolerar a maldade e o comportamento das pessoas. Porém, quando lembro que Deus me aguenta, mesmo eu sendo um devedor para com Ele maior do que os meus inimigos são para comigo (a minha dívida é em "talentos" enquanto as do meu próximo comigo não passam de "denários), então sou constrangido a perdoar e tentar suportar o outro em amor.

Concordo quando o Franklin coloca que "nós somos o que somos porque Deus É quem É".

Compartilha depois lá na comunidade do Facebook para as pessoas que não conhecem ainda seu blogue!

Abraços.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Edu,

Fico feliz que tenha voltado a se animar com o seu blogue sobre Teologia.

Desejo que este seu site torne-se um grande canal de bênçãos para muitos.

Quem sabe ainda te verei pastoreando uma igreja algum dia?

Abração!

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

“Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. Disse Natã a Davi: Também o Senhor te perdoou o teu pecado; não morrerás. ( 2 Samuel 12.13).


Há quem considere as metáforas inúteis, mas, nocaso de David, vejo um grande proveito o fato do profeta Natã ter lhe contado a parábola de um homem que teve sua única ovelhinha subtraída, fazendo-o refletir sorbe o seu erro quando transou com a mulher de Urias.

Será que se o profeta teria alcançado êxito se tivesse confrontado David diretamente?

Creio que um dos métodos pedagógicos de Deus é nos fazer refletir, despertando nosso próprio senso de justiça, e então olharmos para nós mesmos e tormarmos consciência do erro cometido. Aí, com graça, poderemos reparar o mal.

Excelente exemplo de conversão é o de Zaqueu, o qual, sem ter sido obrigado a nada, resolveu por si mesmo reparar o mal que havia causado às pessoas por ele lesadas e à sociedade. E esta cura nós a alcançamos pela graça, visto que o moralismo da sociedade não regenera ninguém. Pelo contrário, o moralismo só afasta e adoece intimamente aquele que não consegue se adequar.

Abraços.

equipeloveme disse...

Olá!
Adoramos o post e o conteúdo do blog :)
Acabamos de postar sobre as novidades no turismo, dá uma passadinha por lá.. e se gostar, siga-nos =)
Um ótimo domingo para você e que Deus te abençoe!

Guiomar Barba disse...

Rodrigão, você sempre enriquecendo nossos blogs.

A misericórdia de Deus a favor do Acabe é simplesmente desumana kkkkkkkkkkk

Abraço amigo.


Rô, pois é, a graça encobre multidão de pecado, mas a consequência sempre é justa.

Equipeloveme, eu amo turismo, vou lá sim. Voltem sempre e obrigada.

Carluca disse...

Vemos q/ "Um homem segundo o coração de Deus", como Davi, não é um homem "santarrão" ou "perfeitinho", mas alguém que erra e não suportando o próprio erro, se arrepende, conserta com Deus e segue adiante. Então ser segundo o coração de Deus não é algo inatingível, muito pelo contrário: está a nossa disposição com a ajuda dO Próprio, através de Cristo. Isto é bem incentivante!

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML