segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

                   CENTRO DE RECUPERAÇÃO EM TRÊS LAGOAS
                             (Área para trabalho)



NELSON

Ele jamais tirou os sapatos, entrava no rio Sucuriú de sapato. Quando iam ao banho em equipe, lá estava ele com os seus sapatos. Com tanta curiosidade, acabamos descobrindo que lhe faltava um dos pés. Mas ele era um negro bonitão, com quilos na medida e uma boa altura, pouca gente iria se importar com esta estética.

Em um cálido dia em Três Lagoas, tia Olinta me falou que o irmão da sua empregada, estava escondido no mato com medo da polícia, porque alguns da sua turma haviam matado um homem, e, embora ele não estivesse no grupo naquele fatídico momento, era considerado suspeito.

Entrei no carro do esposo da tia Olinta, Sr. Romeu, dono da rádio Caçula, de Três Lagoas - MS, aonde todas as manhãs fazíamos nosso programa de rádio. Sr. Romeu, sempre disposto a atender às nossas solicitações, se portava apenas em dados momentos como nosso motorista particular. rsrs Entramos mato adentro e lá estava o apavorado Nelson com uma mochila na mão. Sem me apresentar, mas fazendo-lhe uma reprimenda, disse-lhe em seguida: entra na mala do carro. Levamo-lo para o Desafio Jovem Peniel e lá o escondemos enquanto tramitávamos as passagens para mandá-lo a Belo Horizonte, para o Centro de Reabilitação de Viciados em Drogas.

No curto intervalo em que o Nelson ficou no Desafio de Três Lagoas, o levamos a conhecer o amor de Deus e a receber a Jesus, que transformou a sua vida. Uns dois dias depois de estar conosco, nos surpreendemos ao ver o rapaz de joelhos com o rosto no chão, chorando abundantemente e dizendo: Deus, se eu soubesse que você existia, não haveria feito tanta maldade. Emocionada, percebi que o Nelson estava se reconciliando com o seu criador.

Após o enviarmos para Belo Horizonte, fui até a delegacia, contei ao delegado a minha peripécia e disse a ele que se tratava de um procurado pela polícia, mas que eu não iria revelar para aonde o havia mandado, pelo fato de estarmos cientes de que cadeia é uma escola para bandidos, e que eu estava disposta a ficar presa, no lugar do Nelson.

O delegado era um homem jovem, bondoso, conversou longamente conosco, se tornando um amigo à disposição dos nossos interesses e disposto a auxiliar, caso, algum preso desejasse ser ajudado. Portanto, voltamos para o Desafio para os nossos afazeres. Sempre estava às voltas com policiais que desejavam ver atrás das grades alguns daqueles que eram nossas pupilas.

Nelson voltou de Belo Horizonte totalmente recuperado, tornou-se um aliado na batalha em prol de vítimas das drogas. Substituía-nos no rádio quando não dispúnhamos de tempo. Ajudava aos recuperandos e estava sempre disposto a suprir nossa carência de pessoas habilitadas para o trabalho. Sua pregressa experiência nos era valiosa.

Ele casou com a Maria, uma moça bonita, crente e que desejava crescer na vida e ajudá-lo nesta batalha. Impossibilitados de ter filhos, eles adotaram um menino que era o amor da vida deles.

Nelson partiu para a eternidade e sabemos que deixou frutos que deixam pegadas hoje, como ele deixou durante o tempo que conviveu conosco. Registramos o testemunho que a Gina Lima publicou no nosso grupo “Deus Não Mudou.”

 “Nelson fazia parte da família, vivia em casa... até q de repente sumiu, pois estava envolvido com drogas e trafico, a policia estava atrás dele! Depois de muito tempo eu estava no ponto de ônibus eu o avistei de longe, e algo veio ao meu coração: “tudo que você ouvir é verdade, é verdade...” e assim que o Nelson se aproximou com a Bíblia na mão e falou como Jesus tinha resgatado das drogas e do submundo, fiquei impactada! E foi através daquela vida transformada, que eu fui alcançada, eu e a minha família. Deus é poderoso para fazer infinitamente mais, pois eu sei quem era o Nelson!
Hoje esse amado foi para os braços do Pai, choro, mais sei que eu vou encontrá-lo na casa do nosso Pai! "  Gina Lima

A Gina, hoje, mora em São Paulo, é casada, tem filhos e faz um lindo trabalho com crianças ensinando artes e levando-as a conhecerem Jesus.

Frase predileta do Nelson: “Só o Senhor é Deus e jacaré é um bicho.”

Sei que um dia irei me encontrar com o Nelson na eternidade. Um câncer no estômago, levou sua vida, mas a sua alma permanece imortal aonde não haverá mais morte, nem  pranto.

Por Guiomar Barba.





Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

7 comentários:

Anônimo disse...

Realmente Guio, um homen de Deus, lembro-me dele nos Jograis e no Coral,fazia tudo como de fato para o Senhor.E quando pregava nas praças?Muita unção e autoridade. Louvado seja Deus pela sua vida e pelos muitos frutos que ficaram.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Guiomar Barba disse...

Pois Angela, ele era um amor de pessoa, graças a Deus descansou de tantas dores. Obrigada por entrar, volte sempre. Beijo.

Donizete disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Donizete disse...

Lindo testemunho Gui. Parabéns!

Qual dos homens é o Nelson na foto?

Abração!

Guiomar Barba disse...

Ele não está nesta foto. Apenas coloquei uma referência. Na minha época era bem mais simples o centro, hoje é um patrimônio. Eu não escaneei as fotos que tenho do meu tempo, infelizmente.

Beijo.

Macelo Carvalho Nascimento disse...

Paz do Senhor Guiomar Barba, muito obrigado por comentar em meu blog,fica com Deus.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML