sexta-feira, 17 de agosto de 2012

                                   
                                                 LIVRE DAS GARRAS QUE A PRENDIAM




Meu nome é Eliane Serrou de Araújo, e posso testemunhar de um Deus vivo e poderoso.
Nasci em um lar um tanto confuso. Minha mãe era de um lar Batista, verdadeiramente convertida e conhecedora da palavra de Deus; meu pai, de um lar católico, mas ele não era praticante e tinha um pé no espiritismo. 


Quando nasci meu pai se batizou na Igreja Batista, onde fomos criados. Aos dezesseis anos tive o meu encontro definitivo com Cristo. Aos dezoito anos casei-me com o Pr. Milton Marques de Araújo e segui meu caminho com o Senhor. Pouco tempo depois minha mãe faleceu e minha irmã mais nova via que meu pai não compartilhava da mesma fé que minha mãe. Ele tinha uma doutrina mais espírita, então ela resolveu sair em busca de quem falava a verdade (a mãe ou o pai).



Começou então a frequentar o espiritismo chamado mesa branca; depois, não contente, foi para a umbanda e, por fim, parou na quimbanda, onde se praticava magia negra. Lá ela começou a desenvolver a sua “espiritualidade” com viagens astrais e etc.



Um dia recebi seu telefonema, onde dizia estar, em espírito, na sala de minha casa e descreveu a roupa que eu usava e o lugar onde eu estava sentada, qual foi o meu espanto, pois sua descrição era correta e ela nunca estivera em minha casa, pois tinha me mudado fazia pouco tempo.
Repreendi no nome de Jesus e ela desligou o telefone. Naquela hora orei a Deus dizendo: Senhor, em nome do Teu filho, Jesus Cristo, eu quero colocar diante de Ti a vida da minha irmã. Minha mãe era temente a Ti, Senhor, e eu sou tua serva. Que ela seja salva em nome de Jesus.



O meu ministério sempre foi com música, e nunca me aprofundei no ministério de libertação.


Passado algum tempo, ela me liga de novo: - Estou desesperada, estou perdendo tudo que construí! (ela tinha uma boutique bem conceituada na cidade). Então, eu e meu marido resolvemos ir até a casa de meu pai que morava em outro estado. Quando chegamos, ficamos penalizados em ver o trapo humano que estava em nossa frente. Então, ela começou a relatar: O pai de santo havia chegado da Índia e disse que para abrir os portais, a fim de aumentar os seus “poderes”, seria preciso sacrificar uma criança recém-nascida. Ela, por sua vez, não concordou com aquilo. Saindo do terreiro, foi parar numa Igreja Evangélica à procura de ajuda.
Quando entrou na Igreja estava na hora do louvor. Ela foi adentrando e não conseguia ver o rosto e nem a Bíblia nas mãos das pessoas. Sentou-se no primeiro banco e passou mal o culto todo, não ouvindo nada do que o pastor pregara naquela noite. Porém, quando este fez o apelo, ela foi à frente e disse:- ajude-me, pastor. Para seu espanto, ele lhe disse:- Só vou orar por você quando o efeito da droga passar. (ela não estava drogada e sim possessa). Ela saiu dali desesperada, pois os demônios começaram a ameaçá-la dizendo que caso ela os deixasse, ela morreria. No dia seguinte ela foi trabalhar e, quando uma cliente entrava em sua loja, ela, possessa, falava tudo quanto aquela pessoa havia feito de errado e, com isso, foi perdendo toda sua clientela. Foi nessa situação que a trouxemos para nossa casa. Foram anos de luta, pois ela resistia a deixar os “poderes” que possuía. Havia noites que quando sentia que ficaria possessa, só dava tempo de bater na porta de nosso quarto e mais nada. Passávamos um bom tempo expulsando no nome do Senhor Jesus. Já que era legião, seu pescoço parecia duplicar e sua voz era grossa, nem de longe parecida com a dela, que é calma e meiga.



Inúmeras vezes os demônios a tiravam de casa, e quando ela voltava a si não sabia onde estava. Então nos ligava de um orelhão para que pudéssemos buscá-la.  Uma das vezes que ficou possessa, oramos e ela vomitou varias coisas, tais quais havia ingerido no terreiro de quimbanda. À medida que ela foi se fortalecendo na palavra de Deus, passou a renunciar tudo que havia de errado em sua vida, e então veio a libertação por completo. Hoje ela serve ao Deus vivo e poderoso sabendo que Ele é a verdade. Foi batizada nas águas e segue a vida totalmente liberta.



E para a glória de Deus, depois de algum tempo o pai de santo também se converteu e hoje é um servo do Deus vivo.



Querido leitor de você desejar saber mais sobre o testemunho da Eliane, entre em contato conosco pelo e-mail davidguiomar@hotmail.com ou deixe perguntas na caixa de comentários. Deus abençoe a sua vida profundamente.



Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

9 comentários:

Eúde Amor disse...

Que grande testemunho.
Bem oportuno lembrar de doi textos relacionados a situação:
"…a oração do justo muito pode nos seus efeitos”(Tiago 5.16)
E
"Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos."
Deuteronômio 7:9

Todos os dias o Criador só confirma suas promessas. Aleluia.

Guiomar Barba disse...

Nós somos tão incrédulos... Não temos ideia do potencial que seríamos nas mãos do Deus vivo. Beijo querido.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Uma das maneiras como Satanás seduz as pessoas é pelo falso poder. Jesus conquista o nosso coração pelo seu Evangelho de amor. Já o diabo oferece riquezas e impressiona com a transmissão de uma força sobrenatural já que para muitos tais "poderes" acabam sendo um fim em si mesmo (sem esquecer que muita gente pode ficar louca envolvendo-se com estas coisas). Portanto, não há outro caminho senão o confronto do homem com a Verdade e a rendição à graça divina que Deus demostrou abundamentemente em Cristo Jesus, servindo a cruz de mensagem para toda a humanidade crer e se converter.

Guiomar Barba disse...

Rodrigão, você está se tornando um grande mestre, continue buscando humildade e eu peço a Deus que te use com sabedoria, graça e unção. Abraço.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Minha irmã, ainda tenho muito o que aprender. Ontem estava lendo a epístola de Tiago quando, no cap. 3, o autor começa falando do uso da palavra aconselhando que muitos na congregação não se tornassem mestres porque haveriam de encarar maior juízo. Estou chegando à conclusão de que uma característica do mestre é saber freiar a língua, tarefa dificílima de se conseguir, mas que a Bíblia não nos desestimula a buscar ainda que nenhum homem tenha alcançado. Abraços.

Guiomar Barba disse...

Rodrigão, sei que nós não devemos escolher o nosso ministério, mas se Deus te deu o dom e quer te usar, resta fazê-lo com humildade.

O problema de falar menos, tem sido um desafio para mim, estou lutando pelo domínio da língua. Sei que quem muito fala, erra muito. Tenho "inveja" rsrs das pessoas que não falam muito. Mas creio que vou chegar lá. Deus tem me ajudado em tantas outras áreas e sei que é Ele que tem requerido isto de mim. Portanto, conto com a sua benção.

Continuo orando por você, quero ver a sua vitória completa. Abraço.

Rodrigo Phanardzis Ancora da Luz disse...

Obrigado, amiga, pelo apoio!

Tenho precisado muito de orações pelas lutas e desafios que tenho passado. Confesso que não tem sido fácil...

Deus te abençoe também!

Anônimo disse...

http://achatcialisgenerique.lo.gs/ achat cialis
http://commandercialisfer.lo.gs/ cialis generique
http://prezzocialisgenericoit.net/ cialis
http://preciocialisgenericoespana.net/ cialis venta

Anônimo disse...

http://prixviagragenerique50mg.net/ viagra generique
http://prezzoviagraitalia.net/ acquistare viagra
http://precioviagraespana.net/ viagra

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML