domingo, 24 de fevereiro de 2013


PRECISO DE UM COLO

“Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.” (Gálatas 6.2).

Foi exatamente este o exemplo que Jesus nos legou quando viveu neste mundo. Ele não só levava as cargas de tantos quantos depositavam nEle a sua confiança, como era capaz de perceber cada pessoa, mesmo estando ela em meio a uma multidão.

“E vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não tem pastor.” (Mateus 9.36).


Muitos de nós temos dificuldade em abrir o nosso coração, seja por índole, formação ou medo. Outros, sem medos, falam com desembaraço das suas dores mesmo correndo o risco de serem machucados, expostos, mal interpretados, denegridos pela malícia fraterna, o que redundaria em mais frustrações e até mesmo debilidade na fé.

Ficamos sem alternativa? O que fazer com relação ao mandamento do apóstolo Paulo: “Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram”? (Romanos 12.15).

Estando Jesus ensinando foi avisado de que a sua mãe e os seus irmãos lhe buscavam ao que Ele contestou: “Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: Eis aqui minha mãe e meus irmãos; porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.” (Mateus 12.48-50).

Partindo deste princípio, entendemos que se olharmos a nossa família cristã com a mesma ótica de Cristo, vamos empatizar com ela nas suas dores e alegrias. Qual seria então a nossa conduta ao sabermos que um dos nossos irmãos carnais, estava em apuros? Correr para todos os lados possíveis em busca de socorrê-lo, se não estivesse em nossas mãos o poder de fazê-lo. No entanto, ouvir um coração destroçado não é uma tarefa acima da nossa capacidade. Entendamos que não é necessariamente devido o uso de palavras para amenizar a dor do nosso próximo, mas ouvidos cheios de amor, compreensão, paciência, um coração que empatiza.


Lembro-me de um dia em que entrei no gabinete de um renomado mestre da Bíblia e encontrei-o chorando. Ele simplesmente me abraçou sentado como estava e eu deitei minha cabeça sobre a dele e chorei silenciosamente, sem perguntar-lhe o que lhe afetava tanto. Após um longo silêncio, ele me pediu que o ajudasse e contou sobre a sua dor. Não me era uma tarefa difícil, apenas de muita responsabilidade, portanto dispus o meu coração e levei com ele a sua carga e graças a Deus fomos bem sucedidos.


Precisamos aprender apenas a treinar os nossos ouvidos para ouvir, e a nossa boca para ficar em silêncio até que a sabedoria divina ponha palavras em nossos lábios, ou murmuremos apenas uma oração suplicando ao Pai das luzes que traga paz e direção para o membro da nossa grande família cristã que está vivendo sua dor.


Todos nós podemos ser instrumentos de Deus a serviço do seu Reino, é necessário apenas reconhecermos e respeitarmos os nossos próprios limites para que não acrescentemos dor ao lastimado e culpa para nós mesmos. Dentro de cada um de nós mora um bom samaritano, deixemos que ele flua em amor.


“Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como Eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.” (João 13.34).
Por Guiomar Barba.




Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Desejo-lhe paz de Jesus.
Seu blog é muito bom, e pela escrita nota-se que á alguém que ama Deus e ao proximo.
É lendo blogs como o seu que crescemos e aprendemos, blogs que ensinam sobre uma nova vida e dão esperança nesta vida de correria. Gostei do seu abençoado blog.
Aproveito a oportunidade para compartilhar também meu blog. Peregrino E Servo.
Que Deus continue a abençoar-vos ricamente.
Ps. Se desejar seguir o meu humilde blog, saiba que irei retribuir.
Antonio Batalha.

Guiomar Barba disse...

Eu já estive por duas vezes no seu blog e gostei muito. Deixei comentário.
Fico-lhe grata pela visita e incentivo, que Deus continue abençoando a sua vida.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML