quarta-feira, 31 de julho de 2013

CHORÃO CHORAVA SOZINHO


Em 7 de março de 2013, "o blog da Conceição no Correio Braziliense, inicia com o título acima e as seguintes palavras: "É bom olhar pro lado e ver que não estou sozinho, que não estou sozinho, que não estou sozinho' - repetia Chorão em 'Cedo ou tarde' (letra de Di Ferrero e Gee Rocha). Prima do cantor, Sônia Abrão disse ontem, sob lágrimas, que o Charlie Brown Jr. reclamava de solidão. Dizia que não adianta está acompanhado da multidão, durante os shows, porque depois ia para casa sem ninguém, pegava o avião sem companhia. Voltava a ser tão somente o filho de dona Nilda, o menino que vivia nas ruas.


Uma vizinha contou ter ouvido gritos desesperados de um homem no dia anterior à morte do Chorão. O sangue perto do interruptor e do ar-condicionado avariado dizia que aquele ilhado esmurrava e sangrava ou sangrava e esmurrava, só ele poderia esclarecer a ordem dos últimos acontecimentos de sua vida."

Este triste comentário nos leva imediatamente a pensar na Igreja como resposta: "mas no corpo de Cristo essa solidão implacável foi vencida; não a servimos mais, como escravos, porque fomos chamados para a comunhão".

Entretanto nos dias de hoje a palavra igreja lembra a renúncia do papa, com todas as especulações sobre seus reais motivos. Leonardo Boff sugere que Ratzinger se desencantou com a "sua igreja"; que teria sido abatido pelos escândalos sexuais, pelas divisões internas e pelas vaidades. Percebeu a ineficácia de sua teologia agostiniana ao tentar estabelecer a sua "cidade de Deus".

"Ao fim e ao cabo, o insulamento de Chorão é o de todos nós. Por suas circunstâncias, ele cristalizava o desespero: cerveja, vinho, energético, pó branco, abandono, isolamento" - diz a blogueira. Mas, em meu íntimo, recuso-me a aceitar isso. Antes é preciso se perguntar porque muitos chegaram a esse ponto; em seguida, devocionalmente, dizer: "Levantar-me-ei e irei ter com meu pai"; e partir para ação, na expectativa das transformações que Deus sempre opera.

No caso em particular, penso que esse momento devocional nos levaria a constatar que estamos sós porque temos evitado (ou afastado) os outros e fugido das dores da comunhão, acomodados em nossa privacidade pós-moderna. Porém também nos levaria a lembrar que "na casa de meu pai" se vive em comunidade. E que transformações positivas adviriam de um "levantar-me-ei e irei ter com meu pai".

A Igreja de Jesus tem sido provada na sua capacidade de permanecer sendo corpo. E seus membros, de permanecer crendo nela e usufruindo dela. Do papa que se retira aos milhares de "sem-igreja" de hoje, muitos são "gatos escaldados". Não julgo seus motivos (nem mesmo os do severo Ratizinger); não sei o que passaram. Nem digo que "desta água não beberei". Longe de mim.

Apenas ouço o choro do Chorão e o levo para os meus momentos de oração, como gritos proféticos; como palavra de Deus para mim, a dizer: "A solidão existe; ela é real, é mortal e está perto. Não deixe o convívio dos amigos, não abandone a família, não se afaste da igreja". E diz a todos nós: "Construam algo juntos, lutem juntos, sofram juntos, chorem juntos, orem juntos. E a solidão não terá poder sobre vocês.

Rubem Amorese. Extraído da Revista Ultimato.

Não podemos esquecer: somos um corpo. (Guiomar Barba).




Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

2 comentários:

Athos Brito Do Amor disse...

A solidão é terrível! !!!!! Até o próprio Jesus sentiu o quão amargo é se sentir só. .desamparado. ..qdo percebeu q seu Pai lhe abandonara.

É bem verdade que a situação de Cristo ficar desamparado tinha um propósito maior: trazer salvação para a humanidade, pois se o Deus Todo Poderoso não tivesse dado as costas para o seu filho amado naquele momento crucial, certamente não teria permitido que o sacrifício de Jesus chegasse até seu termo final, a morte.

O melhor de tudo isso é saber que no terceiro dia...Jesus ressuscitou dentre os mortos para que tivéssemos vida em abundância. Ele prometeu que não nos deixaria abandonados...e o próprio Deus Todo Poderoso nos enviou o seu Espirito Santo para nos consolar e nos dar discernimento em todas as situações.

Nós como seres humanos estamos sujeitos a ficar deprimidos e nos enclausurarmos numa solidão profunda e terrível, onde ficamos vulneráveis e não acreditamos mais na possibilidade de retomar uma vida normal....mas é aí q Deus age em nossa vida..através de seu Espírito Santo, quando clamamos pelo nome de Jesus Cristo.

E através dessa ação. ..somos curados..transformados e restaurados!

O problema é quando o homem recorre a outros meios para conseguir sair dessa situação. ...quando vai buscar consolo nas bebidas. .drogas. .e outros recursos q podem até trazer um alívio instantâneo, mas q depois nos coloca num patamar pior do q já estávamos.

O segredo: recorrer a Deus! Único capaz de agir poderosamente e transformar toda situação ao nosso redor. É uma questão de Fé.

Uma dica: exercite sua fé em DEUS. .naquele que entregou seu filho unigenito Jesus..e o ressuscitou de entre os mortos para q nós tivéssemos vida em abundância!

Athos Brito do Amor

Guiomar Barba disse...

Athos, vou falar com o Pr. Emanuel rsrs olha um pregador para consolo dos corações, levantar ânimo, levar esperança. Parabéns!
Muito obrigada pelo seu carinho e apoio. Beijão.

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML