quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

A HIERARQUIA DO PECADO


É bem mais cômodo para nós hierarquizarmos pecados. Principalmente porque podemos excluir do rol dos mais graves aqueles que nós costumamos praticar. Comumente os pecados que levam estigmas e congelamento pelos evangélicos são: adultério, sexo fora do casamento, assassinato, vícios (bebidas e cigarros), roubo. Vejamos, no entanto, como alguns pecados tão praticados no meio evangélico foram tratados.

MALEDICÊNCIA: 

“E falaram Miriã e Arão contra Moisés, por causa da mulher cusita, com quem casara; porquanto tinha casado com uma mulher cusita. E disseram: Porventura falou o Senhor somente por Moisés? Não falou também por nós? E o Senhor o ouviu.
E era o homem Moisés mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra.

E logo o Senhor disse a Moisés, a Arão e a Miriã: Vós três saí à tenda da congregação. E saíram eles três. Então o Senhor desceu na coluna de nuvem, e se pôs à porta da tenda; depois chamou a Arão e a Miriã e ambos saíram. E disse: Ouvi agora as minhas palavras; se entre vós houver profeta, eu, o Senhor, em visão a ele me farei conhecer, ou em sonhos falarei com ele. Não é assim com o meu servo Moisés que é fiel em toda a minha casa. Boca a boca falo com ele, claramente e não por enigmas; pois ele vê a semelhança do Senhor; por que, pois, não tivestes temor de falar contra o meu servo, contra Moisés?
Assim a ira do Senhor contra eles se acendeu; e retirou-se. E a nuvem se retirou de sobre a tenda; e eis que Miriã ficou leprosa como a neve; e olhou Arão para Miriã, e eis que estava leprosa". (Números 12.1-10).
Alguém poderia argumentar que Moisés era ungido de Deus, mas percebamos que Deus chamou a atenção de Arão e Miriã para a fidelidade de Moisés: “Não é assim com o meu servo Moisés que é fiel toda a minha casa”.

Todos os servos de Deus são ungidos. Quando Israel vagava pelo deserto, Deus deu a seguinte ordem aos reis: “Não maltratem OS MEUS UNGIDOS; não façam mal aos meus profetas". “1 Crônicas 16.22).

João escreve na sua epístola sem destino, portanto, uma circular a toda a igreja de Cristo: “Mas vocês têm uma unção’ que procede do Santo, e todos vocês têm conhecimento”. (1 João 2.20).

Paulo, o grande apóstolo, se põe na mesma posição de todos os santos quando diz: “Ora, é Deus que faz com que nós e vocês permaneçamos firmes em Cristo. Ele NOS UNGIU... (2 Coríntios 1.21)”.

Podemos encontrar uma fartura de textos que afirmam que todos os separados do pecado que receberam uma nova vida em Cristo são ungidos por Deus.

 MENTIRA:

 Ananias e Safira sob um manto de generosidade tentaram mentir ao Espírito Santo e foram punidos com morte.

 “Um homem chamado Ananias, com Safira, sua mulher, também vendeu uma propriedade. Ele reteve parte do dinheiro para si, sabendo disso também sua mulher; e o restante levou e colocou aos pés dos apóstolos.
Então perguntou Pedro: Ananias, como você permitiu que Satanás enchesse o seu coração, ao ponto de você mentir ao Espírito Santo e guardar para si uma parte do dinheiro que recebeu pela propriedade? Ela não lhe pertencia?
E, depois de vendida, o dinheiro não estava em seu poder? O que o levou a pensar em fazer tal coisa?
Você não mentiu aos homens, mas sim a Deus. Ouvindo isso, Ananias caiu morto. Grande temor apoderou-se de todos os que ouviram o que tinha acontecido. Então os moços vieram, envolveram seu corpo, levaram-no para fora e o sepultaram.
Cerca de três horas mais tarde, entrou sua mulher, sem saber o que havia acontecido. Pedro lhe perguntou: “Diga-me, foi esse o preço que vocês conseguiram pela propriedade?” Respondeu ela: “Sim, foi esse mesmo”. Pedro lhe disse: “Por que vocês entraram em acordo para tentar o Espírito do Senhor? Veja! Estão à porta os pés dos que sepultaram seu marido, e eles a levarão também”.
Naquele mesmo instante, ela caiu morta aos pés dele. Então os moços entraram e, encontrando-a morta, levaram-na e a sepultaram ao lado de seu marido. E grande temor apoderou-se de toda a igreja e de todos os que ouviram falar desses acontecimentos.” (Atos 5.1-11).
Claramente a Bíblia nos diz quem é o pai da mentira: “Vocês pertencem ao pai de vocês, o Diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira”. (João 8.44).
Paulo nos adverte: “Não mintam uns aos outros, visto que vocês já se despiram do velho homem com suas práticas e se revestiram do novo, o qual está sendo renovado em conhecimento, à imagem do seu Criador”. (Colossenses 3.9,10).
INVEJA:

Tomas de Aquino disse que “a inveja é o desgosto pelo bem alheio”.

“Pois onde há inveja e ambição egoísta, aí há confusão e toda espécie de males”, (Tiago 3.16). As histórias de Caim e Abel, de José e seus irmãos, de Saul e Davi, Penina e Ana e outros personagens bíblicos, nos mostram claramente o quanto a inveja tem raiz no coração do diabo que tentou, por inveja, tomar para si a glória de Deus. Portanto, ela produz outros pecados como ira, amargura, homicídios, desafetos, etc. no coração do invejoso que não pode concretizar o seu desejo de usufruir do objeto da sua cobiça.

Seria grande a lista de pecados que rotulamos como “normais”, porque comprovadamente ela faz parte do cotidiano de inúmeros cristãos. Temos que abrir os nossos olhos e buscar viver a palavra para que o mundo veja Cristo em nós e se converta também dos seus pecados.

Não podemos escolher praticarmos os pecados que nos convém. “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12.2).
Por Guiomar Barba.





Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML