quarta-feira, 3 de junho de 2015



                          
                                                     A TUA VONTADE SENHOR!

“Nunca declare que Deus disse alguma coisa que, de fato, Ele não disse; se você fizer isto, Ele o corrigirá e mostrará que você é mentiroso.” (Provérbios 30.6).

Vivemos em um tempo em que a palavra de Deus tem sido ignorada em função das nossas conveniências. Os imperativos: “EU profetizo!”, “EU determino!”, não se ocupam em saber qual a orientação do Espírito Santo para cada vida, mas sim o que é “bom, perfeito e agradável”, segundo a vontade do que pede e do que ora. Não esquecendo que o grau de amizade entre ambos o “profeta e o “consultante”, determina a “grandeza da profetada”.

Caminhando pela Palavra, encontramos Deus dizendo a Elias: “Saia daqui, vá para o leste e esconda-se perto do riacho de Querite, a leste do Jordão. Você beberá do riacho, e dei ordens aos corvos para o alimentarem lá".
E ele fez o que o Senhor lhe tinha dito. Foi para o riacho de Querite, a leste do Jordão, e ficou por lá.
Os corvos lhe traziam pão e carne de manhã e de tarde, e ele bebia água do riacho. (I Reis 17:3-6).

Comer pão e carne tendo como “garçom” uma ave necrófaga,  era uma estranhíssima ordem de um Deus que tanto zelava por higiene, chegando a ensinar ao povo de Israel, sobre leis sanitárias.

Era necessária uma perfeita confiança, uma profunda fé no Deus a quem Elias servia e um conhecimento íntimo dEle, para não titubear diante de uma ordem tão esdrúxula. Contudo era exatamente o que Elias vivenciava. Ele não vivia para si próprio, mas para a glória do Reino de Deus. Portanto, simplesmente obedeceu.

Quanto tempo Elias ficaria em Querite, servido pelos "garis" da natureza? Deus não determinou data, enviou-lhe apenas para o esconderijo mais surpreendente possível. Sem fruteiras ou caças. Mas o Todo Poderoso, não poderia livrar Elias de maneira gloriosa, das mãos de Acabe? Por que não o fez? Por que submeter seu profeta a tal humilhação? Eu tenho resposta? Você tem resposta? Não sabemos. Qualquer explicação seria apenas conjectura.

A grande lição que extraímos deste evento é: confiar, obedecer. Sabendo que Deus nos conhece profundamente e todos os seus planos para nós ou que Ele tem realizado através de nós, têm seu efeito na eternidade. As circunstâncias por mais impróprias que nos pareçam, sendo realizadas pelo Sábio Arquiteto, emudecem todo e qualquer argumento “lógico”, feito por nós. O tempo e o modo pertencem a Ele, porque dEle é a sabedoria, portanto, a Ele honras e glórias.


Não nos apressemos por erradicar as dores; não corramos a consultar “profetas” em busca de respostas. Se Ele quer que você saiba, Ele conhece os meios da revelação. Por precipitação, muitos filhos do Pai, estão profundamente machucados e muitos, perderam a esperança, apostatando da fé. 
O arrogante ou ignorante, diz: EU profetizo! EU determino! Sequer se envergonha de que seus imperativos não se concretizam e que pessoas são machucadas, e sua fé destruída. Continuam no seu “poder” atropelando vidas incautas.


Filho do homem profetize contra os profetas de Israel que estão profetizando agora. Diga àqueles que estão profetizando pela sua própria imaginação: ‘Ouçam a palavra do Senhor!
Assim diz o Soberano Senhor: Ai dos profetas tolos que seguem o seu próprio espírito e não viram nada! (Ezequiel 13:2,3).

Suas visões são falsas e suas adivinhações, mentira. Dizem "Palavra do Senhor", quando o Senhor não os enviou; contudo, esperam que as suas palavras se cumpram.
Acaso vocês não tiveram visões falsas e não pronunciaram adivinhações mentirosas quando disseram "Palavra do Senhor", sendo que Eu não falei? (Ezequiel 13:6,7).


É tempo de examinarmos a Palavra, como fizeram os bereanos.

“Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.” Atos (17:11).


Por Guiomar Barba.





Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML