terça-feira, 16 de agosto de 2016


                                 O "CACHORRO" NÃO TÊM COR


Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo". (Gênesis 4:7).

Há alguns anos atrás tive um sonho bem singular. Eu tinha dois cachorros, um era branquinho e pequeno o outro era preto, grande e forte. Ambos eram bonitos, mas o preto, eu enxotei, enquanto que o branco, ficou como meu bichinho de estimação. Tentando discernir o sonho, a voz do Espírito Santo me veio esclarecedora: os dois cachorros significavam pecados na minha vida. O grande eu enxotei, mas o pequeno eu conservava comigo como algo inofensivo, não percebendo o quanto ele interrompia a minha comunhão com Deus.

Recordando deste sonho, me veio à mente quantos cristãos listam pecados como cachorros a serem afugentados, enquanto outros pecados, conservam como seu bichinho de estimação e ai daquela pessoa que tentar advertir, caracterizando-o como tal.

Convivi com uma senhora que mentia compulsivamente e quando tentei exortá-la sobre o fato, ela me falou que o meu conceito de mentira era diferente do seu. Bem, no meu entendimento mentira é a negação da verdade. Vejamos qual o conceito de Jesus sobre a mentira: “Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira.” ( João 8:44.)


Eu acredito que a forma correta de sabermos quais os cachorrinhos que estamos afagando, é examinando honestamente o nosso coração; é distinguindo as nossas atitudes com relação às contrariedades que temos no dia a dia; é observando como nos portamos nos nossos relacionamentos, se somos maquiados ou originais. Afinal, ao tentar ser dissimulados, ainda que para nos proteger, acarretaremos o mal para nós mesmos.

 O sábio Salomão nos conta sobre o seguinte conselho que recebeu do seu pai, Davi: “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida.” (Provérbios 4:23).


Por Guiomar Barba
Correção: Carlos Bompastor








Subscribe to Our Blog Updates!




Share this article!

Nenhum comentário:

Retornar para o topo da Página
Powered By Blogger | Design by Genesis Awesome | Blogger Template by Lord HTML